[Resenha Nacional] Feito para Você - Valmar Ferreira

Olá, amigos leitores!
Hoje, trago para vocês a resenha do livro “Feito para você”, de Valmar Ferreira, cedido gentilmente pela nossa querida parceira “Editora Bezz”.

“Feito para você” é uma trama que narra a trajetória da personagem Mia, aprovada no curso de Psicologia e que ficará alojada no campus universitário. A trama acontece num curto período de tempo, aproximadamente um ano, e na sua quase totalidade, ocorre no campus e no seu entorno. O epílogo dá um “pulo” no tempo, avançando cinco anos, para relatar a continuidade da vida do já então casal, Mia e Zack.

Feito para Você - Valmar Ferreira

Título: Feito para Você
Autor: Valmar Ferreira
Ano: 2015
Editora: Bezz
Páginas: 237

Sinopse
Quando duas almas completamente diferentes cruzam-se, o destino faz com que se unam para sempre... Ou quase! Mia é uma garota comum, que acabou de ingressar na universidade. Zack é o cara popular, por quem as garotas estão sempre suspirando pelos cantos. Mia é careta. Zack é despojado. Ela ama música clássica e odeia altura. Ele adora uma boa balada e ama aventura. Ela odeia-o. Ele sente repulsa toda vez que a vê no campus. Mas, o destino adora pregar uma peça no coração das pessoas e todo esse ódio vai transformar-se em algo bem mais profundo... Amor.
Mia é uma adolescente de dezenove anos, boa aluna e tem pais centrados e amorosos. Quando vai para o campus está namorando Vicente, que passou para outra universidade. Conhecia Vicente desde que eram pequenos e achava que ele era o cara certo para ela e que iriam se casar assim que se formassem. Decepcionou-se com ele, pois ao telefonar-lhe para saber notícias, descobriu que ele a estava traindo.

Zack é um pouco mais velho que Mia e não tem uma família nos moldes tradicionais como a dela. Ana, sua mãe, já está no terceiro relacionamento, mas também demonstra ser uma mãe amorosa e preocupada com o bem estar dos filhos. Zack faz parte de um grupo de desordeiros e inconsequentes. Tem um irmão, Erick, filho do primeiro casamento de Ana. O pai de Zack faleceu quando ele tinha três anos, deixando toda sua fortuna, incluindo a cafeteria que é administrada por Erick para a família. Apesar de Zack e Erick serem irmãos, são bem diferentes fisicamente e em suas personalidades, entretanto, são rapazes de boa formação e conduta. Por um capricho do destino, apaixonam-se por Mia.
”Zack e Erick não são nada parecidos. Erick está mais para o cara romântico que consegue conquistar as garotas declamando poesias e fazendo serenatas debaixo de suas sacadas, enquanto Zack não passa de um filho da mãe cheio de lábia, e não sei o porquê, mas, a lábia dele me atrai muito mais que o jeito romântico do Erick. O cara parado diante de mim é tudo o que uma garota normal gostaria de ter...”.

Catarina é uma mala, uma patricinha sem noção. É a “ficante” de Zack (digamos que é a preferida dentre tantas outras, a frequentar sua cama). Faz parte do grupo e participou ativamente no episódio de humilhação e constrangimento pelo qual Mia passou no seu primeiro dia no campus. Será, também, a responsável por muita intriga, provocações e encrencas direcionadas à Mia, praticando um ato transloucado no dia do casamento de Mia e Zack.



“Feito para você” tem um enredo simples, de fácil entendimento. Simples, pelo fato de ser uma história que logo nos primeiros capítulos já temos a ideia do que vai acontecer e o final já é mais ou menos previsível.

Mia nunca morou fora de casa, longe dos pais. Ingressou na universidade, no curso de Psicologia, e vai ficar alojada no campus universitário. O enredo se desenvolve com a jovem narrando seu primeiro ano no campus, trazendo na bagagem seus anseios, dúvidas, inseguranças e expectativas em relação a como será sua convivência durante os quatro anos que permanecerá lá. Seu primeiro contato com o campus foi conturbado, pois no instante em que está tentando localizar seu dormitório, esbarra em um grupo de rapazes insuportavelmente grosseiros e deselegantes. Nesse grupo ela se impressiona com um rapaz de lindos e intensos olhos azuis (Zack).

A trama vai girar em torno desse grupo, de sua companheira de quarto, Estela ou Ester (como será chamada durante toda a trama), Erick, Lucas (namorado de Ester), Catarina e das amigas que lhes foram apresentadas por Ester (Lisa, Beatriz e Júlia). Seu primeiro dia no campus foi traumatizante, pois foi submetida a uma situação vexatória, na qual o grupo de Zack colocou-a na situação mais humilhante e degradante pela qual já passou na vida. Imediatamente ela passa a desprezar Zack e seu grupo.
“Quem essas pessoas pensam que são? Porque elas fazem as outras pessoas sofrerem?”
Mia também passa por uma situação frustrante e sofrida ao descobrir, por telefone, que é traída por seu namorado Vicente.
“A imagem de Vicente vem a minha mente e a voz da garota ao celular também; balanço a cabeça tentando afastar qualquer sinal do meu passado, a partir de agora eu serei uma nova Mia, aquela garota que chegou aqui morreu. Minha inocência também se fora junto com o problema chamado “Vicente”...”.
De início, todas as situações que envolvem Mia e Zack, são desastrosas, repletas de ironias e xingamentos, mas, para virar história e valer a pena, apesar de Mia ter todos os motivos do mundo para detestá-lo e querer mantê-lo a quilômetros de distância, sente-se incontrolavelmente atraída por aquele lindo “bad boy” de olhos azuis. Com Zack também não foi diferente. Ele a salva de vários momentos de perigo, até declarar-lhe sua atração por ela. Mia tenta, em vão, não se envolver com Zack.
Por mais que se provoquem, se insultem, se detestem, sentem-se inexplicavelmente atraídos. Zack provoca ira e lágrimas em Mia, mas é somente ele quem consegue, de verdade, consolá-la; Se Mia foge, é Zack quem a procura e é por ele que ela quer ser encontrada. Não faltam razões e sobram motivos para que eles queiram distância um do outro, mas o amor que nasceu justamente dessas diferenças  é suficiente o bastante, para mantê-los sempre por perto. Com todo esse turbilhão de sentimentos, a vida dos dois transita do céu ao inferno em poucos meses. 
“Puxo o ar para os meus pulmões e não deixo que as lágrimas caiam. Merda, Zack, eu o odeio, mas ainda assim estou perdidamente e ridiculamente apaixonada por você.”
 Pra dificultar mais ainda a relação de Mia e Zack, há fatos e pessoas que complicam o bom entendimento do casal. Um é o fato de Erick, irmão de Zack, um lindo rapaz de excelente índole e personalidade estar apaixonado por Mia, outro, é a “mala” da Catarina, que nutre uma paixão obsessiva por Zack e inferniza a vida dos dois, principalmente a de Mia. Foram muitas as situações de conflitos e estresses que Catarina promoveu.
 “A porta do quarto se abre, mas Zack congela no batente da porta. Meus olhos seguem os seus e a vontade que eu tenho é de morrer, porque Catarina está sentada na cama dele e sua risada enche o lugar fazendo-me tremer nos braços de Zack.”

“— Isso mesmo o que você acabou de ouvir, ele é meu agora, Catarina, ele é meu — digo sentindo-me idiota por entrar no jogo dela, tornando-me uma vadia igual a ela.”

“Catarina me olha como se eu fosse um monte de trapo e eu não a culpo, perto dela, pareço a pessoa mais desarrumada e desajeitada do mundo. Ela é simplesmente linda, nem sei porque Zack me escolheu ao invés de escolhê-la.”.

O autor, Valmar Ferreira, não focou a trama na esfera acadêmica, nas salas de aula, mas, sim, nas experiências, aprendizagens, consequências, fortalecimento e amadurecimento dos personagens durante aquele ano. Também fez alusões à ignorância e a crueldade dos trotes aplicados aos alunos novatos e suas consequências, abrindo, também, reflexões sobre como a vida de um jovem, no caso em questão, o personagem Lucas, pode ter a vida devastada, interrompida precocemente pelas drogas. Entretanto, o que impulsiona a trama é o surgimento e o desenvolvimento de um amor entre dois jovens com perfis bem diferentes. É uma trajetória complicada, mas bonita, na qual Mia e Zack , independente das dificuldades que o romance apresenta, apostam neste amor improvável, pois, no fundo, todos intuem que eles foram feitos um para o outro.
“Horas depois estou caminhando pelas ruas da cidade pensando em tudo que acabara de acontecer comigo. Pensando sobre as histórias da minha mãe e do meu pai, pensando em como o destino é brincalhão e as palavras da minha mãe preenchem a minha mente “Talvez ele tenha sido feito para você...” continuo a andar.”


Apesar de no início, Zack ser sempre rude, debochado e irônico no trato com Mia, nutre um instinto de proteção por sua segurança, estando sempre presente nos momentos em que ela coloca-se ou se encontra em risco, defendendo-a bravamente. Mia, por sua vez, ainda não se refez da traição de Vicente e não quer se envolver em novo relacionamento, mas,  Zack aparece e abala suas convicções. Ao mesmo tempo em que abomina Zack pela maneira que ele a trata, sente uma fortíssima atração por ele e admite não conseguir viver sem ele. Nesse choque de emoções e sentimentos, eles compartilharão os melhores e piores momentos de suas vidas, chegando à conclusão de que estão destinados um ao outro para viverem o êxtase de amar e ser amado.
“Mamãe e Ester estavam certas, deixar que um novo amor preencha o espaço vazio que há dentro de nós é sempre bom.”

“Há tempos que venho o desejando, há tempos que sinto que preciso dele para me preencher e me manter viva.”



Como em toda história de amor, há quem faça de tudo para atrapalhar o romance, mas também há aqueles que contribuem para que o romance se fortaleça. Em “Feito para Você”, alguns amigos de Mia e Zack e os pais dela foram fundamentais para que, principalmente Mia, enxergasse que em muitos casos, os opostos podem sem imposições e/ou cobranças, viverem lado a lado, e dar alegria um ao outro, sem que um seja anulado para que o outro permaneça forte.
“Sim, mamãe estava certa, ele estava certo, todo mundo estava certo, Zack Costac com certeza foi feito para mim, e eu fui feita para ele.”


Bem, queridos leitores, tive uma boa impressão sobre a obra e o autor. Não é um enredo incomum, extraordinário, pois eu, particularmente, já li alguns títulos com temática semelhante. Entretanto, o que o diferencia dos outros é justamente a franqueza e a seriedade que o autor impôs no desenvolvimento do enredo, trazendo cenas bem próximas a realidade dos jovens, como encontros, desencontros, intrigas, inseguranças, descobertas, dúvidas, insatisfações, além de todos os perigos e armadilhas que a própria vida impõe a todos, principalmente aos jovens que não possuam estrutura familiar, imposições de limites, conceitos fundamentais de convivência em sociedade, respeito ao próximo, e boa vontade, coragem e disposição para reconhecer e conviver em harmonia com o novo, o diferente.  
O autor utilizou uma linguagem simples, fluida e direta, condizente com o público ao qual a história é direcionada. Destaco como ponte forte do livro, o fato de o autor narrar com muita propriedade e convencimento os pontos de vistas, anseios, dúvidas, incertezas, enfim, sentimentos tão próprios do universo feminino, o que colaborou em muito com minha empatia com a personagem e com a minha sintonia com o enredo e os demais personagens. 
Quanto ao livro, traz uma capa sugestiva e bonita, com uma diagramação simples, mas boa. Apesar de não ser nenhum gênio da gramática, encontrei erros ortográficos e gramaticais, o que não chega a comprometer o entendimento do enredo e/ou prejudicar a leitura.
Parabéns ao jovem autor Valmar Ferreira. Que ele continue brindando-nos e surpreendendo-nos com muitos outros sucessos. 
Li, gostei e recomendo! 
Gostou da história e quer adquirir o livro? Acesse os links abaixo: 

Leitor querido, gostando ou não da resenha, deixe a sua opinião. Eu, o blog e o autor, ficaremos contentes com seu comentário.
Beijos e até a próxima.

Créditos:
Resenha: Vanda Costa
Imagens: Tiradas da Internet e da obra
Diagramação: Vanda Costa

6 comentários:

  1. Olá moça!
    Adorei sua resenha e me interessei bastante pela premissa do livro!
    O que eu mais gosto nos livros nacionais é a possibilidade de se identificar com os ambientes descritos, por isso sempre acho uma boa pedida haha
    Só fiquei na dúvida se leria ou não por conta do personagem masculino da história que parece tratar a garota mal (tô meio de saco cheio desse tipo de personagem masculino haha), mas talvez valha a pena dar uma chance né?!

    Um beijo!
    Paloma
    www.surewehaveablog.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, Sure.
    Não deixe de ler o livro. O Zack desde a primeira vez que viu a Mia, ficou encantado por ela. O problemas é que ele não conseguia lidar com esse sentimento diante de tantas diferenças entre eles. É um romance complicado, mas sua evolução é bonita. Você vai gostar. Grata pela visita e comentário. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Fico imensamente feliz em saber que você gostou do meu livro. *-----* obrigado, adorei a resenha! ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei, de verdade, Valmar. Eu e o blog lhe desejamos sucesso em todas as suas obras. Beijos.

      Excluir
  4. Ooi
    É a primeira vez que vejo o livro, mas já chamou minha atenção. A premissa dele parece ser bem legal, além disso amo o gênero.
    Dica anotada! Espero ter a oportunidade de lê-lo.

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá! A premissa é legal, bom saber que a história tem um diferencial, pois foge das receitas tradicionais desse gênero, parabéns pela resenha, beijos!

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.