Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[Resenha Nacional] Um Dia Sem Calendário - Liana Zilber Vivekananda

Olá, pessoal!
A resenha de hoje é sobre o livro “Um dia sem calendário”, da autora Liana Zilber Vivekananda, publicado pela nossa parceira Editora Fragmentos
O livro traz uma coletânea de contos escritos por Liana Zilber Vivekananda, sendo que alguns desses contos, segundo sinopse do livro, foram inspirados em memórias de infância da autora.
Gostaria de começar dizendo que, para mim, fazer resenha de uma obra cujo conteúdo seja contos ou crônicas, é missão impossível. Sinceramente, nunca fiz e tão pouco me sinto capacitada para fazê-la. Isso significa que não gosto de contos? Não! Adoro! Entretanto, quando se trata de um livro que reúne vários contos curtos e com temas tão diversificados, sinto-me incapaz de resenhar sem estragar a surpresa e o encanto. Sendo assim, a única atitude honesta e justa que eu posso ter é a de esquecer essa coisa de resenha e emitir minha opinião sobre a autora e/ou sua obra.
Um Dia Sem Calendário
(Liana Zilber Vivekananda)


ISBN-13: 9788555072680
ISBN-10: 8555072689
Ano: 2016 / Páginas: 156
Idioma: português
Editora: Fragmentos

Sinopse:
Um Dia Sem Calendário reúne alguns dos primeiros contos escritos pela autora. Muitos deles inspirados em memórias de infância, sonhos e pesadelos. Não todos. Alguns falam de pessoas solitárias, de mundos paralelos, de seres diferentes, de questionamentos. Alguns misturam humor a situações existenciais, como em Conversa à Meia-Noite e Decúbito Dorsal. Outros tecem ideias diferentes sobre os afastamentos mentais, por assim dizer de pessoas que sofreram algum distúrbio, como em Alzheimer e Mundo das Ideias. Por fim, o leitor encontrará em cada conto um pedacinho de diversão e de reflexão.

Para adquirir o livro acesse aqui:  




Liana Zilber Vivekananda nasceu em São Paulo onde estudou Artes e Arquitetura. Em Curitiba, onde hoje reside, estudou Filosofia e especializou-se em Filosofia Clínica. Sempre apreciou os grandes mestres da literatura, voltando-se afinal para a literatura fantástica onde destaca Ray Bradbury, sem contudo esquecer Kafka, Edgard Allan Poe, os grandes mestres do suspense e também Isaac Azimov e Arthur Clarke que fizeram a alegria dos grandes momentos.


Resenha
No livro “Um dia sem calendário”, a autora Liana Zilber Vivekananda abarrota os leitores de sentimentos como medo, pavor, humor, ironia, fantasia e questionamentos pessoais e existenciais, dentre outros. São contos curtos, mas que nem por isso são ininteligíveis, incompletos ou carentes de sentido e emoções.
Sinceramente falando, acho que para um autor escrever com tanta propriedade contos de temas tão diversos, complexos e instigantes, tem que ter vasto conhecimento e/ou cultura literária, que presumo terem sido adquiridos através de muita, muita leitura.
Em seus contos, a autora narra com muita sensibilidade e conhecimento as facetas, virtudes, temores e fraquezas humanas retratando, também, a dificuldade de mentes com algum transtorno ou distúrbio, de conviverem com a “normalidade” dos demais. São contos de sonhos e fantasias, muitos deles permeados por um humor sutil e habitados pela perversa e/ou irônica realidade.
Quanto à edição, a Editora Fragmentos brindou os leitores com boa revisão e diagramação eficiente, com tamanho da fonte e espaçamento entre linhas excelentes para uma leitura agradável e confortável. A editora foi, também, muito feliz na capa, que é simples, mas sugestiva e condizente com o título da obra.
Li, gostei e recomendo!
Bem, leitores queridos, espero que meus comentários tenham sido úteis na apresentação do livro.
E vocês, já leram esse ou outro livro de contos? Conhecem a autora? Compartilhem conosco suas experiências e opiniões.
Até a próxima!

 

Créditos:
Resenha: Vanda Costa
Diagramação: Vanda Costa
Fotos e imagens: Tiradas da Internet







12 comentários:

  1. Parece uma leitura fofinha. *_* Lembrar da infância é tao bom... <3

    Beijos!
    Tem sorteio rolando, vem ver!
    Sorteio de livro Postando Trechos

    ResponderExcluir
  2. Vandinha linda, adorei a resenha super bem escrita e pegou os pontos certos para deixar o leitor curioso e com vontade de ler, anotada a dica.
    Beijocas!

    Giu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, Giu.
      Obrigada por estar sempre me prestigiando.
      Bjão.

      Excluir
  3. Olá, o livro parece muito bom! Senti falta de uma parte com os quotes, mas a resenha ficou boa!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Débora. Como falei no texto, são contos muito curtos e com temas totalmente diversificados. Qualquer quote que eu colocasse não representaria o livro, pois estaria se referenciando a apenas um conto. Optei por não colocá-los.
      Obrigada pela visita e comentário.
      Abraços.

      Excluir
  4. Oi Vanda, tudo bem?

    Eu estou numa vibe de ler muitos livros de contos/crônicas e por incrível que pareça amo essa nova visão que esses livros nos proporcionam. Quanto ao livro em questão, ele parece transbordar sentimentos que provocam emoções diversas no leitor, levando-o a refletir sobre certos aspectos da nossa alma e devassidão. Fiquei bem interessada e sua resenha acabou sendo bem esclarecedora. Parabéns!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alice. Se você está na vibe de contos/crônicas, acho que o livro se enquadra nesse seu sentimento.
      Grata pela visita e comentário.
      Volte sempre.
      Bjinho.

      Excluir
  5. Oiii
    Eu amo livros de contos, acho difícil também fazer resenhas deles pois sempre dá um medinho de não transmitir tudo o que é o livro, e de entregar tudo ao leitor.
    Mas sua resenha ficou na medida certa, parabéns
    Beijuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Renata, que você entendeu minhas ansiedades no quesito "resenhar contos e/ou crônicas. Bob, também, você ter aprovado meus comentários sobre o livro.
      Obrigada pela visita e comentário.
      Volte sempre.
      Beijo.

      Excluir
  6. Olá! Não conhecia esse livro, mas fiquei super interessada nele! Parece ser muito bom!
    Vou anotar aqui nas futuras leituras ! (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Natali, que meus comentários sobre o livro tenha lhe despertado o interesse para lê-lo.
      Feliz por sua visita e comentário.
      Volte sempre.
      Beijinho.

      Excluir
  7. A resenha está muito bem construida! É simples mas bastou isso para eu ter vontade de ler o livro! Parabens 😉

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.