[Resenha Nacional] Abdução - Barbara Garrett

Olá, gente!

Que tal sermos abduzidos por uma ficção científica de tirar o fôlego? Em Abdução, Barbara Garrett nos conduz dentro de uma história cheia de mistério e criatividade que vai deixar o leitor surpreendido e instigado quererendo desvendar todos os segredos.

Bora saber mais?
Let´s go!


Livro cedido em parceria com autora


 Ao despertar no leito de um hospital, após semanas desaparecida, Janete não poderia imaginar que sua vida mudaria para sempre. Seus dias de estudante universitária no interior do Rio de Janeiro estavam contados. Agora ela era a futura mãe de um ser metade humano, metade extraterrestre, do qual dependia o destino de toda uma espécie em franco declínio. E para piorar, eles queriam levar a criança para longe dela, muito longe. Será que Janete conseguirá lutar contra as forças alienígenas que invadiram seu presente, fizeram parte de seu passado e querem alterar seu futuro?

Book Trailer


B. A. Garrett


A carioca Barbara Garrett, formada em Direito, Letras e Pós-Graduada em Ensino de Língua Inglesa e Revisão de Textos, tem na literatura seu passatempo mais antigo. Aprendeu as primeiras palavras com revistas da Turma da Mônica e daí não parou mais, até que ler não era mais suficiente e começou a criar suas próprias histórias.

Fã de ficção científica cursou dois semestres como aluna especial do Mestrado em Literaturas de Língua Inglesa na UERJ, onde se aprofundou ainda mais no gênero. Fascinada por Ufologia, seu primeiro romance, Abdução é a união de tudo o que mais a fascina e que pode ser expresso em palavras. Atualmente é servidora pública do Estado e do Município do Rio de Janeiro, onde utiliza a literatura como ferramenta auxiliar em suas aulas de inglês.



FACEBOOKSITE - TWITTER - INSTAGRAM -YOUTUBE 

Resenha

Janete é uma jovem batalhadora moradora de Seropédica - RJ, que desde muito jovem teve que aprender a se virar sozinha pela perda repentina de seus pais em um trágico acidente do qual ela pouco se lembra. Apesar de sua origem humilde, não mede esforços para melhorar sua vida. Vive com sua velha amiga Isaura, que na época do acidente, era apenas uma vizinha amiga, mas acabou se tornando uma mãezona. Sem parentes, as duas acabam morando juntas, e contando com a ajuda e a amizade do bondoso Frei Castilho.
Janete faz vários trabalhos como faxineira, para poder pagar seus estudos. Num dia aparentemente normal, Janete sai para a paróquia do Frei para fazer sua habitual limpeza. No caminho, ela estranha uma luz que sai da cruz, localizada no alto da igreja, afinal, faziam anos que não era iluminada por falta de verba, mas quando ela comenta o assunto com o Frei ele estranha, achando que a menina está realmente muito cansada pelo excesso de trabalho e que acabou vendo coisa demais, mas, será que era apenas uma alucinação causada pelo cansaço?
Na volta, algo muito sinistro acontece com Janete. Ela ouve um zumbido continuo que a deixa meio desnorteada. Já tonta, se apoia em uma árvore, fecha os olhos e não vê mais nada. Quando acorda, ela está na cama de um hospital, não fazendo ideia do que está fazendo ali.Frei Castilho e Isaura estão ali, preocupados, a beira de seu leito, e o que eles falam não faz sentido. Como assim? Ela esteve há semanas desaparecida?
O terror da pobre Janete aumenta ainda mais com uma terrível revelação, ela não só sumiu e fora encontrada semanas depois, em uma praia bem distante, passando mal, como, também, fora estuprada e, agora, estava esperando um bebê. Horrorizada, o primeiro pensamento dela foi abortar a criança, mas é dissuadida pelo jovem e charmoso médico Daniel e por Isaura.
Para piorar a situação de Janete, todas as noites, ela começa ter visões de que está sendo levada a um lugar sinistro e assustador, com seres inumanos, assustadores, mas, ao mesmo tempo, muito reais para tratar-se, apenas, de pesadelos.Todos pensam que Janete está traumatizada, então, ela decide guardar em segredo várias descobertas que começa a fazer: o acidente de seus pais, as visitas noturnas daqueles seres. Tudo parece tão surreal e assustador que ela não sabe mais o que é loucura ou realidade.
Muitos mistérios se cruzam com seu passado e uma descoberta aterradora da vida de seus falecidos pais, Hebe e Luciano, faz com que ela desconfie da origem daquela criança em seu ventre. Seria um ato de violência bárbaro ou uma experiencia extraterrestre?
Quando a lógica mora no absurdo, a sanidade é testada. Será que Janete está preparada para a verdade? A quem você recorreria com uma história considerada tão Insana?

Minha Opinião


Então, people lindo do meu core. O que a tia Giu aqui achou desse SciFi brasileiríssimo??
Migos e migas, se vocês curtem uma trama bem construída, com mistérios que deixam você boquiabertos, leiam esse livro. Barbara mostra que manja dos manos ETs do espaço. Você começa a vivenciar a história da Janete, a crer e duvidar junto com ela das coisas que a cercam.
Nada é o que parece. Esse é o segundo livro do gênero, envolvendo extra terrestres que lembro ter lido. Não sou fanática por Ufologia nem nada disso, mas isso não atrapalhou o entendimento da obra nem ter curtido muito a leitura (até porque vocês já devem ter notado que eu sempre fujo das mesmices e inovo sempre nos gêneros, sou gemiana , baby). A linguagem da Barbara é simples, descritiva no ponto certo, não entediante para o leitor. É uma história que te envolve gradativamente e vai te conquistando aos poucos.
A revisão do livro está impecável. Não encontrei nadinha de erro, o que significa mais um gol do Brasilllllllllll (hahahaha), já que hoje em dia isso é tão raro que temos que comemorar, né? Outra coisa que achei super bacana é que os personagens são bem caracterizados sem serem caricatos. O que eu quero dizer com isso? Sabe aquela garota batalhadora, filha da sua vizinha, ou aquela prima teimosa e obstinada? poderia ser a Janete! Ou aquela senhora super maternal que cuida do filho com esmero, mesmo depois de adulto, pelo simples fato de que o ama? Pois então, essa seria a dona Isaura. O Frei bonachão que é bem adepto ao pecado capital da gula, seria o Frei Castilho, e ainda temos outros personagens que vão surgindo e que vão se encaixando, sem ficarem perdidos, flutuando ao acaso.
A diagramação achei simples e muito boa, sem exageros. Tem livros que têm tantas imagens que perdemos o foco da leitura, esse não. No inicio de cada capítulo tem uma imagem que parece ser a silhueta de três seres extra terrestres cinzas (cabeçudos, zoiudos e magrelos, com braços e pernas compridos… ahhaahah clássicos).
A Capa vai mudar, e vocês poderão ajudar a autora na escolha. Legal, né? Nessa edição, a capa #paracegover consiste em uma imagem de uma casa simples de dois andares. Acima dela temos uma nave oval, com uma luz azul clara saindo da parte central. O céu está parcialmente encoberto por grossas nuvens cinzas, mesclada com um azul crepuscular.
O livro terminou com um final meio… OH MY GOD! O que será que essa louca da autora vai aprontar no segundo volume? Ficaram muitas interrogações que, inclusive, me fizeram questionar a sanidade da protagonista e querer dar uma bronca na Barbara por, talvez, ter me feito de besta esse tempo todo... hahaahahah... tu me paga, Barbara!

Mas, super favoritei. Dei 5 estrelas com louvor e estou esperando a continuação roendo minhas unhas . Quero me desculpar com a Barbara pela demora em resenhar (minha vida anda meio complicada) e agradecer, de coração, a oportunidade de ler e trazer para os leitores do Clube mais uma obra tão diferente e maravilhosa.

Desbravem o Brasil literário sem medo e sem preconceito e descubram tesouros como Abdução!  
Gostaram? Não esqueçam de opinar sobre qual capa combina mais com esse enredo. Eu, particularmente, gostei mais da segunda.
Beijos e queijos.
Da tia Giu!
Até a próxima!

Ahhhhhhhhhhhh! As capas para escolher são essas:


Digam a que mais combina nos comentários.

Agora sim, fuiiiiiiiiii!

8 comentários:

  1. Eu já li o livro da Barbara e adorei... Sua resenha está muito boa, e fidedigna. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Oi, achei sua resenha muito bem escrita e mesmo não sendo fã de sci fi, acho que leria esse pois a premissa desse livro me instigou e me deixou curiosa para saber da trajetoria da Janete e o que ocorrerá com ela nos proximos livros. Dica anotada.
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Arrepiei aqui Giu! Parece daquelas histórias recheadas de reviravolta. Fiquei curiosa para saber mais detalhes! =D Sua resenha está muito interessante, gostei da sinceridade!

    Quanto às capas super difícil a escolha hein! Confesso! hehe
    Mas ficaria com a do meio!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Para ser sincera prefiro a capa antiga... Mas entre as novas prefiro a primeira, pelo lance da gravidez poder ser uma experiência. Que coisa mais horrorosa, ser abduzida e ainda descobrir que foi estuprada! Um livro sem erros merece palmas, tão raro!

    ResponderExcluir
  5. Ei, Giuli!!!
    Acho a Barbara uma fofa, autora super simpática. Sua resenha está maravilhosa, pra variar! Você foi no fundo do livro e trouxe tudo pra gente sem spoilers! *Aplaudos* Como fã de sci-fi e viciada em Arquivo X, estou aqui me perguntando como que raios ainda não li o livro?! Quantos às capas... Fiquei em dúvida entre a primeira e a segunda... Francamente, sou péssima p isso! ;)

    ResponderExcluir
  6. Menina, fiquei super curioso com o final? O que será que aconteceu de tão "Oh My God"? Parece ser uma ótima ficção científica, vou colocar na minha meta de leitura. Grato pela dica.

    ResponderExcluir
  7. Olá flor...bacana sua postagem, mas confesso que não curto esse lança de e.t.s :(
    Não sei bem, mas nunca curti muito essa parada sobrenatural. Para aqueles que gostam, acredito que será uma ótima leitura.

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Oi!!!
    Amei sua resenha!
    E confesso, não conhecia este livro mas realmente faz parte dos meus gêneros favoritos, com certeza ele entrará na minha listinha de quero ler!!
    OBRIGADA!

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.