Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[Resenha Nacional] Os Guardiões, As Crônicas dos Leais # 1 - Gabriel Mariano

Olá gente!
Hoje temos mais uma resenha nacional aqui no clube!
Dessa vez vim falar um pouco da minha humilde opinião sobre o livro "Os Guardiões, As Crônicas dos Leais #1 " do autor paulistano Gabriel Mariano, cedido pela parceira Editora Coerência.

Vamos lá?


Os Guardiões

As Crônicas dos Leais # 1

Gabriel Mariano

ISBN-13: 9788592572020
ISBN-10: 8592572029
Ano: 2016 / Páginas: 225
Idioma: português
Editora: Coerência
O que sobrará nas cinzas depois que algo sombrio ergue-se nas chamas?
Daniel e Miguel são amigos, ou pelo menos eram até a chegada do verão, quando misteriosamente descobrem que podem ler a mente um do outro, ver lembranças antigas e sentir seus sentimentos no momento que eles aparecem. Ao contrário de Daniel, parece que Miguel vê isso como um grande problema, estando a amizade dos dois prestes a acabar.Porém, o que mais Intriga Daniel, é o motivo para Miguel não ter dado notícias durante todo o verão, e de repente fugir de casa.
Achando que é sua obrigação, vai atras de seu melhor amigo, até que um homem estranho que veste preto faz ambos caírem em um mundo mágico totalmente diferente. Lá são obrigados a deixarem suas vidas de humanos comuns para trás e viverem como poderosos Guardiões, esperados como uma promessa de salvação para um povo oprimido ou para uma verdadeira guerra generalizada e declarada.

SOBRE O AUTOR


Paulista de 20 anos, 
Gabriel Mariano começou a escrever fantasia quando criança. 
Aos 15 anos começou as Crônicas dos Leais, de lá pra cá, 
já vendeu mais de cinco mil exemplares independentemente, que conseguiu um grande publico no Wattpad.

 Hoje administra palestras e eventos para novos escritores e seus leitores e foca no público adolescente, do qual parece que conhece como ninguém.

RESENHA

O livro (Os Guardiões), conta a história de dois jovens: Daniel e Miguel. Eles são amigos e possuem algo em comum: um segredo. Eles podem ler os pensamento um do outro.

"O que mais nos intriga é que ambos possuímos esses dons e partilhamos praticamente a mesma mente nesse verão."

A princípio os dois ficam assustados com essa habilidade peculiar e outros poderes que surgem ao longo do tempo e Miguel é quem fica mais incomodado com essa invasão de privacidade, então ele se afasta de Daniel.
Um dia, Daniel está em casa quando recebe uma mensagem da mãe de Miguel, desesperada dizendo que o filho tinha fugido. Então ele resolve ir na casa do amigo para averiguar a situação e também porque ficou preocupado.

Quando chega no local, a mãe de Miguel conta que o filho sumiu e pede desesperadamente para que Daniel vá atrás dele, e é o que Daniel faz, vai atrás do amigo para descobrir o que o fez fugir e porquê do estranho comportamento repentino de Miguel.

Ao encontrar Miguel, descobre que um estranho está perseguindo ambos. Então, depois de um acidente, eles acabam em um Novo Mundo. O acidente deixa Miguel gravemente ferido e Daniel tem que fazer uma difícil escolha para salvá-lo. Com isso, ele descobre toda verdade por trás das peculiares habilidades que ambos possuem, mas o que ele não esperava era que essa busca iria fazer com que ele obtivesse todas as respostas para as perguntas que talvez ele não estivesse pronto para conhecer.

O destino de ambos estava fadado à promessa que Daniel teve que fazer ao misterioso homem que salvou a vida de Miguel. A eles é dado uma missão sem volta: proteger o mundo em que será sua nova moradia, livrando-o da ganância humana e lutando em uma guerra. Eles seriam os guardiões. Os amigos precisam ficar unidos para que o mundo mágico de Terra Longa não seja destruído. Será que a amizade e a lealdade irão conseguir sobrepujar aos desejos individuais?


“Vocês têm habilidades formidáveis que se encaixam perfeitamente em nosso mundo, são mais poderosos unidos, quando separados são vulneráveis. Esse é o principal motivo de vocês lerem a mente um do outro.”

Quando nos foi enviado o livro Os Guardiões, como cortesia da editora parceira Coerência, fiquei muito animada com a sinopse, mas, infelizmente não tive uma boa conexão com a história. Esse é o primeiro livro do que será uma série ou trilogia, e é também o livro de estreia do autor. O livro começa já pelo final (meio) onde os amigos já estão na terra média brigando pelos seus interesses. A meu ver, o mocinho (que seria o Daniel), é muito apegado ao amigo, a ponto de ser um pouco irritante como a demasiada preocupação. Ele tenta, de certa forma, impor a sua amizade e é um pouco egoísta, tomando uma decisão que na verdade caberia aos dois. Então, me simpatizei pelo mais rebelde deles: o Miguel.

O livro é um pouco confuso, pois em suas poucas páginas é narrado em primeira pessoa por mais personagens do que fui capaz de lembrar, entre eles os dois protagonistas, além de seres Mágicos da história e os humanos. Porém, os capítulos são muito pequenos para que você consiga se conectar com os personagens, inclusive em alguns trechos o autor escreveu como se o personagem estivesse conversando diretamente com leitor o que me causou um certo desconforto.

Talvez essa opinião seja por ser apenas o primeiro livro da série, então eu teria que ler a continuação para dizer se realmente o livro é bom. Hoje, ao meu ver, o livro precisaria ser um pouco mais trabalhado, para dar uma solidez à história e uma personalidade com mais empatia aos personagens.
Parte técnica do livro: a capa é sombria e condizente com a trama. As folhas são de papel pólen com uma boa fonte e tamanhos confortáveis para leitura. Encontrei alguns erros de revisão, mas não que atrapalhasse o andamento da leitura. A diagramação do livro está bastante caprichada e condizente com a história.

Minha opinião final sobre o livro é que é uma boa ideia e que precisava ser um pouco mais trabalhada pelo autor. Como disse anteriormente talvez os próximos venham com mais maturidade e consiga preender um pouco mais a minha atenção. No entanto, recomendo esse livro para que leiam e tirem suas próprias conclusões, afinal cada leitor tem suas preferências e com certeza, pontos de vistas diferentes.


FANPAGE COERÊNCIA - SITE INSTAGRAM


Espero que tenham curtido a resenha. Quem já leu ou ficou com vontade de ler comente, opine nos comentários. 
Sua participação aqui no blog nos faz muito felizes.

E volte sempre, a casa é de vocês!!



5 comentários:

  1. Tinha gostado da sinopse. Mas na hora que você disse que era meio confuso fiquei pensando rs
    Mas fiquei curiosa na parte que você disse que em alguns trechos era como se os personagens conversasse com a gente. Fiquei curiosa nessa parte haha. Adorei a resenha !
    Segui seu blog!
    Beijos!

    http://www.blogcarpediem.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Giu
    Bom, e sempre ruim não gostarmos de uma leitura principalmente se ela for nacional pois lutamos lado a lado com nossos autores daqui para que os mesmos tenham maior visibilidade.
    De toda e qualquer forma, acho importante uma resenha honesta, pois ajuda muito nos próximos volumes até mesmo na nova edição.
    Gostei muito da sua forma de expor os problemas e espero que o autor preste bastante atenção.
    Sua resenha está ótima
    Beijuh

    ResponderExcluir
  3. Oi, Giuli! Nunca ouvi falar do livro, mas o título e o enredo (a ideia do autor) me chamaram atenção, principalmente por eu gostar tanto desse tipo de histórias. Mas fiquei desanimada depois de ler sua resenha. Eu acho que uma série ter que ser boa desde o primeiro livro, afinal é ele quem vai prender ou não o leitor à serie. Então pra mim o livro tinha que ser bom por ele mesmo, sem essa de esperar o próximo pra saber se a história é boa. Por isso desanimei. :/

    ResponderExcluir
  4. A ideia da obra é realmente boa, pena que os personagens embaralharam-se e ficou meio confuso. Achei estranho o fato de eles dividirem mente em comum, terem telepatia, e um n saber onde o outro foi parar... Quem sabe o próximo não te prende, né? bj!

    ResponderExcluir
  5. Olá Giu,
    A ideia da trama é boa, mas se os caras são ligados telepaticamente, como um não sabe onde o outro esta? Confesso que ficou confuso, não sei se me arriscaria a ler, mas acredito que os pontos que apontou possam ajudar o autor a evoluir sua obra.

    Beijokas

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.