[Resenha] O que me disseram as flores - Alane Brito

Olá amores, tudo bem? 
Alguns livros nos tocam profundamente, não é mesmo? Eles contam mais do que histórias, nos fazem sonhar, viajar e suspirar. É o caso do livro "O que me disseram as flores". Se o título do livro já é lindo, combinada à capa, que é maravilhosa, espere só até ler a obra. Você irá se encantar!

Vamos lá?


O que me disseram as Flores - Alane Brito 


Sinopse: Presa a uma promessa feita por seu pai, Ângela decide desafiá-lo a aceitar que não é vontade dela se casar com alguém que conhecia apenas através de cartas. Deixando-se levar por uma mentira, William viaja até a prometida, acreditando encontrar uma moça tão apaixonada quanto ele. Entretanto, depara-se com a força da raiva de alguém com quem sonhava passar o resto de sua vida. Por conta do grande amor que aprendeu a nutrir por ela, decide, então, lutar para conquistá-la. Usando a linguagem das flores para se declarar e, cada dia, se revestindo de uma força descomunal para suportar as palavras afiadas e suas duras atitudes, ele tenta encontrar uma maneira de fazer com que o ódio, que ela tanto demonstra sentir, se transforme em algo bom, mas para isso ele mesmo precisa continuar acreditando que é possível... Um grande amor é realmente capaz de suportar tudo? Conheça a emocionante história de duas pessoas numa mesma batalha, mas que lutam por desfechos diferentes. E que vença o mais obstinado.


Um Pouco sobre a autora:


Alane Brito

Nascida na cidade de Ibotirama, Bahia. Formou-se aos dezesseis anos no segundo grau no curso profissionalizante de Contabilidade na classe de 97. Atualmente vive em Feira de Santana, Bahia, onde se casou. Além da família, dedica-se exclusivamente à criação de suas obras. Em 2012 lançou seu primeiro Romance com o título: "O Trio" e em 2014 "O Que me Disseram as Flores".

Contato: BLOG FACEBOOK TWITTER

Resenha: 


Um diário pode guardar grandes histórias, revelar alguns segredos e sentimentos muito particulares de quem o escreve.
Imagine encontrar um Diário de quase cem anos e junto a ele diversos outros objetos que anunciavam terem pertencido a uma jovem que vivera a mais linda história de amor que se possa imaginar.
Estava tudo ali, nas páginas daquele Diário.  E foi quando Raquel abriu aquelas páginas datadas a 1933, que adentramos na bela história  que nos conta o livro "O que me disseram as flores".
...
Ângela havia sido prometida em casamento, antes mesmo de nascer. Isso, por conta de um acordo do seu pai com o melhor amigo. Juraram que assim que tivessem filhos (menino e menina), os casariam.
A menina cresceu sabendo dessa condição, tornou-se uma linda e teimosa jovem, sempre relutante em aceitar o casamento arranjado. Para ela, era inaceitável que os pais não permitissem que ela própria escolhesse com quem se casaria. Jamais aceitaria! Estava convencida disso.
Já o noivo, cresceu feliz com a escolha do pai, sonhando com o dia que finalmente conheceria Ângela, por quem aprendeu a nutrir grande amor.
Quando enfim conhece o noivo, que apareceu na Fazenda onde morava para passar algum tempo, conhecer a noiva e formalizar o pedido de noivado, Ângela faz de tudo para provocá-lo,  humilhá-lo a fim de que ele fosse embora e desistisse daquele acordo.
(Confesso que tive raiva da personagem por muitas vezes, tamanho carinho e amor que o noivo tinha para com ela e sua forma fria de tratá-lo).

Porém, ao conviver e conhecer melhor o belo jovem William, o coração de Ângela começa a dar sinais de fraquejar com seus planos.
Você entende a linguagem das Flores? Ele diz para era. Em uma das cenas mais lindas descritas no livro.
Cada flor tem um significado especial para o casal e a simbologia que aquelas flores representam constituiu grande esplendor a esta obra.
O caso é que ao contrário de Angela, o jovem William entrega-se ao sentimento, não esconde o grande amor que o toma por completo.
Além do amor de William por Ângela temos outros amores e desamores nesta obra. Alguns não correspondidos, outros libertadores, alguns dos mais perigosos que se possa imaginar, daqueles que beiram a loucura.



"O que me disseram as flores", foi simplesmente um dos livros mais lindos que já li. Isso porquê é de uma beleza e poesia ímpar. Delicada, e ao mesmo tempo provocadora, a obra nos desperta sentimentos contraditórios e muito humanos.
Senti o amor de William por Ângela. Senti doer em mim cada palavra de desdém por ela proferida até que enfim entendesse e aceitasse aquele grande amor em sua plenitude, até que... (não posso revelar rsrs).
..
O livro é simplesmente apaixonante, e também viciante. Não recomendo que o leia à noite se não quiser virar a madrugada acordada(o) (Fica a dica).


Gostou? Não saia sem deixar um comentário.

Beijos e beijocas!

Amanda Bonatti - Escritora


Conheça todos os lançamentos da Editora Arwen/Literata!



Créditos:
Resenhista: Amanda Bonatti

Imagens retiradas da Internet
Diagramação: Giuliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.