Quase sem respirar - Rebecca Donovan Resenha


 Quase sem respirar

Autor: Rebecca Donovan


Sinopse: A luta de Emma contra uma vida doméstica abusiva chegou a uma conclusão sufocante nos capítulos finais de “Uma razão para respirar”. Agora todos de Weslyn sabem seu segredo, mas Carol não poderá mais feri-la.Alguns ainda são assombrados pelo horror daquela noite, e alguns devem enfrentar as consequências de suas próprias escolhas.Fãs do romance de estreia de Rebecca Donovan vão descobrir que ainda há muito a aprender sobre a vida de Emma.

Resenha:

Impossível não vivenciar todas as dores e dúvidas de Emma.
Sinceramente pensei que tudo de ruim na vida de Emma já tinha acontecido no primeiro livro, mas não... Nesse segundo livro que na minha opinião conseguiu superar o primeiro o título faz jus a história, nos deixa quase sem respirar de tanta aflição.
Emma vai morar com os pais de Sara nesse segundo livro, mas por uma decisão que pega todos de surpresa, ela decide ir morar os últimos meses antes de ir para faculdade com sua mãe Rachel...Os problemas de Emma recomeçam de maneira diferente, mas tão intensa quanto no primeiro livro, essa decisão muda para sempre o rumo de sua vida...
Não dá para contar muita coisa sem acabar estragando o livro, mas nessa continuação Emma conhece alguns segredos do passado da sua família que talvez fosse melhor ter deixado trancado no baú das memórias a sete chaves...Mas ao ir morar com sua mãe a caixa de pandora é aberta trazendo muitas verdades, medos, insegurança e tristeza...
A vida de Emma foi escrita para fazer o leitor viver suas dores, suas dúvidas e suas alegrias. Eu adorei o livro e odiei alguns personagens pela dor que causaram com seu toque de midas ao inverso.Quem pegar esse livro vai abrir um turbilhão de sentimentos... Você odeia, ama, sente dor, se sufoca e se emociona...Não tem como sair ileso dessa história muito bem escrita e contada com tanta emoção e veracidade. 



Trechos Marcantes:

“Ele é o único que entendia a escuridão dentro de mim, e eu podia contar coisas a ele que eu não contava para mais ninguém. De maneira egoísta, não queria abrir mão dele.”
“Eu quebrei a parede. Aquela parede que me protegia de tudo que me machucava. Eu me abri e senti a dor dela, a minha dor, e me tornei a filha dela…”
- Minha intenção é a seguinte: Ele ama você. Todo mundo sabe o quanto ele gosta de você, mas eu torcia para que ele não a amasse de verdade, não dessa maneira. [...]- Tudo que tenho pra dizer é que ele é a pessoa mais incrível que já conheci. Daria tudo pra alguém me amar dessa maneira, por isso, é melhor você merecer o amor dele, Emma.
"- Não, Jonathan. Nossas mentiras e trapaças nos tornam tão ruins quanto eles. Nós destruímos as vidas das pessoas..."

- Você estava tão imóvel e tão pálida - continuou ele. Seus olhos azuis encontraram os meus e ele sussurrou: - Eu respirei para você.


Classificação:




Em Breve a resenha do próximo e último livro da série Escolhi respirar.









Nenhum comentário:

Postar um comentário


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.