[ColaborAutoras] Resenha Nacional: Luzes em Thaupeeka - V. R. Janson!!!

Olá Gente linda.

Hoje temos Resenha Nacional de Luzes de Thaupeeka, cortesia do nosso autor parceiro 
V. R. Janson!!!


Eu sou a Ingrid, ColaborAutora fofa do Clube do Livro 



Luzes em Thaupeeka

Ano: 2016 / Páginas: 584
Idioma: português
Editora: Chiado


Sinopse

Três luzes de origem desconhecida e comportamento fora dos padrões da física apareceram no céu da pequena e pacata cidade de Thaupeeka. Uma garotinha, um ufólogo, um grupo de investigações do governo e uma seita, têm seus caminhos cruzados no desenrolar dos acontecimentos envolvendo este estranho fenômeno. Orgulho, vingança, amor, curiosidade e fanatismo andam juntos nesta obra de ficção científica onde nossos conhecimentos e crenças são colocados em xeque.
V. R. Janson


Biografia

Cirurgião Dentista nascido no ano de 1973 em Bauru - SP, atualmente reside na Bahia. Descobriu sua criatividade em criar histórias de ficção científica tentando preencher as lacunas deixadas pelos livros inexistentes que ele próprio gostaria de ler. Usa uma narrativa intuitiva e guiada pela situação, dando ao leitor uma livre viagem pelo mundo da imaginação e o desafiando a criar em sua mente o desenrolar da trama juntamente com o texto que está lendo.

O seu senso de humor sarcástico e incisivo confere às suas histórias um clima divertido e crítico das situações encontrados no cotidiano. Juntamente com uma história envolvente, é tudo o que os amantes da ficção científica poderiam querer.
Resenha

Luzes em Thaupeeka faz parte da Coleção Viagens na Ficção. 



“Ela nunca teve problema com monstros embaixo da cama ou dentro de seu guarda roupas. Para ela, eles nunca existiram. Ela conseguia criá-los na sua imaginação e com a ajuda de Billy, derrotava-os ou os mantinha sob controle. O que amedrontava Maybel eram as pessoas.”

George Mills era o diretor do Centro de Investigações Especiais, nome de fachada utilizado pelo grupo governamental que investigava fenômenos que supostamente eram de origem extraterrestre. Durante mais de trinta anos, George liderou o grupo, mas em nenhuma das centenas de casos investigados foi encontrada qualquer evidência da existência de vida extraterrestre.

Faltavam apenas alguns poucos meses para a aposentadoria de George e ele se sentia cansado, porém, ainda não havia desistido de encontrar pelo menos uma mísera prova que comprovasse a existência de extraterrestres. Neste caso, ele decidiu que estava na hora de ir à campo investigar junto com sua equipe, certo de que teriam muito trabalho a fazer nos próximos dias. Pretendiam chegar em Robisonville trajados com roupas civis para caçar OVNIS. 

“— Não quero sugestões sobre extraterrestres. Sempre teremos que voltar ao princípio máximo: não subestimar a inteligência humana. Somos capazes de coisas inimagináveis, como você estão cansados de ver. – Disse George.”

Phillip Abrahans trabalhava como contador na cidade de Thaupeeka. Assim como a falecida esposa, ele nasceu e cresceu naquela pequena e pacata cidade. O casal teve uma filha, Maybel, que perdeu a mãe para um aneurisma cerebral ao completar um ano de idade. Depois de passar alguns anos sozinho, Phillip conheceu Ethel, que tinha um filho chamado David, cujo pai sumiu no mundo. Phillip e Ethel se casaram em pouco tempo e tinham uma vida confortável.

“— Hoje tem caçada de novo? Você vai dormir aqui, não vai?
— É vigília que se fala. Tem sim. Vai ser em Robisonville. Quer ir? Vai ser legal, tem várias marcas em uma plantação. E ninguém ainda descobriu como fizeram.
— Fizeram quem? Os ETs?
— Eu espero que sim.”

Os Filhos das Estrelas, uma seita, cujas celebrações aconteciam em um velho armazém, onde funcionou uma fábrica de tecidos, tinham como líder, Mondhór, que havia supostamente sido escolhido pelos deuses para guiar a todos. Eles ignoravam os sinais de abduções, discos voadores, luzes e qualquer coisa fora do comum que humilhasse seus criadores. 

— Começaram a rodar cada vez mais rápido e a subir. Foram ficando mais altas e mais juntas. Até que se uniram num ponto lá em cima e sumiram. – Ethel apontou para um ponto acima de sua casa.”

Logo, todos eles tiveram suas vidas interligadas por um grandioso fenômeno que colocou a prova os conhecimentos que possuíam e que pesou em uma balança todas as crenças existentes. Envolvendo muitas descobertas, conflitos, desafios e surpresas.

“Ao chegarem à clareira das marcas, ficaram todos lado a lado. O crédulo e os incrédulos. Um achando maravilhoso a tecnologia extraterrestre que estava vendo, os outros tentando entender o que levava alguém a perder tempo fazendo aquilo.”

Um livro de ficção científica desafiador, instigante e muito criativo. Narrado em terceira pessoa permite maior aprofundamento sobre cada um dos personagens inseridos na trama e sobre cada um dos acontecimentos que os envolvem. Uma obra muito bem construída, onde tudo se encaixa, recheada de especulações. 

A escrita do autor é consistente, meticulosa e ritmada. Tudo possui um sentido e este é descrito com muita atenção para que o leitor entenda a sua origem e razão. Apesar de não ser a maior fã do gênero e de à primeira vista, por conter 584 páginas, o livro remeta a uma leitura longa, Luzes em Thaupeeka me surpreendeu muito e envolveu tanto que finalizei em apenas um dia.

A capa é minimalista e simbólica. A diagramação é simples e o fato curioso é que não há capítulos ou partes determinadas por títulos, o símbolo @ que serve como divisão entre um trecho e outro, intercalando as histórias. E a revisão é ótima.

Dou cinco estrelas e recomendo!!!
Ingrid M. SNascida em 03 de outubro de 1993, é formada em Design de Moda, mora com o marido em uma cidade pequena e muito pacata no interior de Santa Catarina. Ama escrever desde criança, mas somente em 2014, resolveu publicar algo através do Wattpad.

É sonhadora, criativa, detalhista e muito teimosa, uma viciada em livros e chocolate, simplesmente apaixonada por dias frios e chuvosos. Gosta muito de 
desenhar, assistir comédias românticas e seriados. 



CONTATO: SITE  - FACEBOOK -  GRUPO NO FACEBOOK - SKOOB - WATTPAD  - AMAZON

Gostou dessa postagem??? Quer mais??? Que tal me enviar dicas superlegais sobre seus autores (a) favoritos, livros, séries, filmes, músicas, livros, entre outros assuntos? Deixem suas sugestões nos comentários...

Beijinhos Ingrid





2 comentários:

  1. Excelente resenha, Ingrid.
    Me despertou o interesse pelo livro.
    Bjs.

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.