[Resenha Nacional] (Im) Perfeição - Helena Souza

Olá Gente linda.

Hoje temos Resenha de (Im) Perfeição da autora Helena Souza!!!

Eu sou a Ingrid, ColaborAutora fofa do Clube do Livro.


(Im) Perfeição


Sinopse

Forest Hill, 2013. A cidade está em tensão, ninguém sabe quem será o próximo, bom, devido aos últimos três corpos encontrados, garotas loiras são as que correm mais perigo. Alguns meses atrás ninguém naquela pacata cidade poderia imaginar que alguém entre eles, algum vizinho, amigo, ou conhecido poderia ceder à loucura e começar a caçar pessoas para matar. Mas agora está tudo diferente, todos são suspeitos. A polícia trabalha sem descanso em busca do responsável, mas quem está por trás disso é alguém bem engenhoso, sabe muito bem onde agir e como agir. O telefone não para de tocar, são cidadãos apavorados que dão nomes aleatórios somente para que aja uma prisão logo, isso faz com que as investigações não avancem da maneira desejada. O resultado? Após 10 meses e com um saldo de 6 jovens mulheres encontradas mortas na região do pântano próximo a cidade, o assassino simplesmente parou de atacar. Nunca fora pego.
Forest Hill, 2015. Lentamente a cidade voltou ao seu ritmo, o medo aos poucos havia desaparecido e os moradores passaram a sorrir com mais frequência. Sophie Fields voltou há alguns meses para a cidade, formada em artes visuais, seu senso de dever a faz ajudar a mãe na padaria. Josh Sanders é filho de um conhecido detetive da cidade e, por consequência, acabou se tornando um. Tanto pai como filho trabalharam no caso Maníaco do Pântano, que assolou a cidade há dois anos, depois disso o pai se aposentou e o filho agora é o único Sanders detetive.
(Im)Perfeição é narrado através das perspectivas de Sophie e Josh, dois jovens que, em meio a um romance, descobrem que o terror que todos pensavam ter acabado, decidiu voltar.




Helena Souza


Biografia

Sempre reclusa devido a sua timidez, desde criança é um poço de histórias, seja brincando com bonecas ou sozinha imaginando situações. Quando se trata de contar histórias e inventar momentos, é com ela que você deve falar. No fundamental, enquanto todos faziam cara torta quando os professores pediam uma redação, ela abria o sorriso e fazia com gosto, então descobriu sua habilidade: a escrita. Desde os 12 anos se considerava uma escritora de gaveta, teve vários cadernos com textos, poemas e histórias. Aos 15 anos decidiu escrever seu primeiro livro, mas um tempo depois, tudo começou ficar corrido, então ela desistiu. Mas aos 17 engatou outra história e desde então sua mente não para de pensar em novas coisas.



Resenha



Sophie Fields, vinte e quatro anos de idade, retornou a Forest Hill, sua cidade natal, após passar quatro anos fora, em Tallahasse, estudando Artes Visuais na Universidade do Estado da Flórida, sentindo-se no dever de ajudar a mãe, Bonnie Fields, na padaria da qual era dona há dez anos. 

“Desde meus quinze anos ajudo minha mãe na criação de Chloe e na padaria, meu pai é um assunto delicado que nem mesmo eu gosto de ficar relembrando.”

Sua irmã mais nova, Chloe, tem dezesseis anos de idade, e está passando pelos problemas comuns da adolescência que envolve rebeldia, mas principalmente, uma paixonite aguda por Paul, o garoto que estuda com ela, quem preferi esconde de todos. Sophie tem uma melhor amiga, Emily Moore, que é o seu oposto, mas as duas se completam. Ela encara a ausência do pai com quem não conviveu, como se ele tivesse morrido. 

“Era quase 6h e o canto dos pássaros preenchia o silêncio dos veículos. Mais um motivo para acrescentar na lista de “Motivos pelo qual Sophie Fields voltou para Forest Hill,” se eu continuasse em Tallahasse, era bem provável que não escutaria isso no bairro onde moraria.”

Naquele dia algo inusitado aconteceu ao realizar a primeira entrega na casa do casal Rickenter, clientes há pouco tempo, localizada próximo ao pântano da região. A Sra. Rickenter convidou Sophie a entrar em sua casa, oferecendo gentilmente bolo e café, mas com a chegada repentina do Sr. Rickenter, que segundo ele estava caçando algum animal grande, descobriu algo que sempre a deixou curiosa, que ela se chamava Margareth e ele Robert. 

Sophie também fazia entregas no DPFH (Departamento de Polícia de Forest Hill), onde Josh Sanders, sua paixão platônica trabalhava como detetive de homicídios, o que sempre lhe causava um conflito interno, desejando encontrá-lo. Entretanto, nunca imaginou que neste dia, finalmente ele resolveu dar um sinal de interesse, convidando-a para sair. 

“Literalmente quando pisei para fora do ônibus na estação rodoviária, essa paixão por Josh me pegou. Parece estranho e irreal, mas é a verdade. Ele e um outro detetive estavam conversando com um cara qualquer sentado no banco próximo do local de desembarque, o parceiro fazia as anotações enquanto Josh, as perguntas. E foi assim. Paixão a primeira vista.”

Após o casal Rickenter ser atacado em sua casa, tendo Margareth sido atingida na cabeça e levada ao hospital estável, enquanto Robert acabou esfaqueado e sangrou até a morte no local. Foi quando Sophie descobriu que a detetive durona e fria, Eve, melhor amiga de Josh, era filha deles, contudo, não nutria um relacionamento amigável com os pais. 

Não se passa muito tempo e Sophie encontra na trilha do pântano o corpo da jovem Katherine Rice, dezoito anos de idade, linda e loira, desaparecida há alguns dias, em um estado chocante. As mãos no pescoço, um total exato de vinte e cinco cortes e queimaduras pelo corpo, com o desenho de um X na barriga, sem as pálpebras, nua com faixas de cetim sobre suas partes íntimas. O mesmo modus operandi do Maníaco do Pântano, serial killer nunca encontrado, o que faz a polícia optar por sigilo, e causa certo afastamento entre Sophie e Josh.

“— Sophie, estou falando sério. E se for o maníaco mesmo? – sentia sua mão em cima da minha.

— Ai só me resta esperar e torcer para que a polícia chegue nele primeiro...

Emily não acreditou no que eu disse, e com uma voz determinada falou.

— Ah, claro! Você garota, na faixa dos vinte anos, loira e bonita, vai esperar a competência de uma polícia que falhou dois anos atrás?”

Havia acontecido há dois anos, quando mães perderam de forma horrível suas filhas, e tudo indicava que este serial killer estava de volta, o que fazia com que ela também fosse uma provável vítima. Colocando-se em perigo ainda maior ao decidir investigar por conta própria, recebendo bilhetes feitos com recortes de revistas, onde estava escrito BOOMM, uma ameaça direta contra sua vida. 

A polícia cogita vários suspeitos, mas o verdadeiro está mais perto do que imaginam, eles só precisam encontrar alguma coisa em comum entre as vítimas, e o desfecho é realmente surpreendente, confesso que não acertei o nome do assassino. 

A história é criativa, diferente de tudo que já li. Narrada em primeira pessoa intercalando entre os pontos de vista de Sophie e Josh, faz com que o leitor tenha uma visão mais ampla dos acontecimentos. 

A escrita da autora é envolvente, viciante, ela soube desenvolver o enredo com personagens de personalidades marcantes e cenários perfeitamente descritos, com detalhes precisos, me fez sentir dentro da história, vivendo o que eles estavam vivendo, passando por todos aqueles momentos de aflição e medo. Uma mistura perfeita de mistério, romance e suspense, me prendeu do início ao fim, simplesmente devorei em poucas horas. 

A capa remete diretamente ao cenário dos crimes e a vítima perfeita, junto com a sinopse me deixou muito curiosa. A diagramação é simples e a revisão está muito bem feita. 

Dou cinco estrelas, e com certeza, recomendo!


Lançamento


NIS Café Cultural
23/04/2016 - 16h
Rua São Félix, 47 - Vilas Boas. Campo Grande/MS





Ingrid M. SNascida em 03 de outubro de 1993, é formada em Design de Moda, mora com o marido em uma cidade pequena e muito pacata no interior de Santa Catarina. Ama escrever desde criança, mas somente em 2014, resolveu publicar algo através do Wattpad.


É sonhadora, criativa, detalhista e muito teimosa, uma viciada em livros e chocolate, simplesmente apaixonada por dias frios e chuvosos. Gosta muito de 
desenhar, assistir comédias românticas e seriados. 



CONTATO: SITE  - FACEBOOK -  GRUPO NO FACEBOOK - SKOOB - WATTPAD  - AMAZON

Gostou dessa postagem??? Quer mais??? Que tal me enviar dicas superlegais sobre seus autores (a) favoritos, livros, séries, filmes, músicas, livros, entre outros assuntos? Deixem suas sugestões nos comentários...

Beijinhos Ingrid



9 comentários:

  1. Fiquei muito muito feliz por ter gostado do livro! Sou apaixonada pelo tema e, durante a escrita, me apaixonei pelos personagens também. Ver que alguém gostou tanto quanto eu faz com que me sinta dando pulinhos por aí haha muito obrigada!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Helena!!!

      Eu que agradeço por essa história incrível...

      Beijokas

      Excluir
  2. Simeia Silva01/05/2016 11:06

    Bom, gosto de histórias do tipo com Serial Killer. Não me senti tão preza na trama, mas é um livro que eu leria sim se tivesse oportunidade para ter uma opinião mais formada sobre a história toda.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, achei a premissa e o desenrolar da historia muito interessante e por se tratar de um livro que tem serial killer e todo misterio e suspense, me deixou mais curiosa para lê-lo, vou anotar a dica e colocar na lista de desejados. Amei a resenha.
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Meu Deus! Não sabia que a história seguia esse ritmo!
    Sinceramente, fiquei muito curiosa em relação ao livro, adoro essa pegada de serial killers e acho que esse livro foi muito bem trabalhado. É legal saber que a capa remete aos locais dos crimes.
    Já anotei essa dica e espero ter a oportunidade de ler muito em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Ingrid, sua linda, tudo bem?
    Antes de mais nada, adorei essa capa, com a imagem invertida de um mulher. Adoro cenários de cidades pequenas, me senti dentro de uma série ou de filme americano. Não conhecia esse livro, mas simplesmente adorei a história, estou sempre tentando criar teorias para solucionar o crime, mas dessa vez não consigo imaginar nenhuma. Acho que também serei surpreendia no final. Sua resenha ficou ótima e não vejo a hora de ler!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  6. Olá, adorei a dica, não conhecia a obra e fiquei bastante curiosa sobre o enredo. Adoro quando a leitura prende o leitor e você não consegue desgrudar do livro até a última página. Quero ler também!

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ingrid
    Que resenha maravilhosa!
    Adoro quando a autora nos surpreende, além de ter uma escrita viciante rsrs
    Muito bom saber que a autora intercala a narração, assim temos o ponto de vista dos dois lados, dos dois personagens.
    Obrigada pela dica
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Gostei muito da capa e da sinopse do livro, tenho me aventurado em romances polícias e como a experiência tem sido ótima estou a procura de mais alguns, me senti um pouco confusa com a resenha em si, mas suas considerações positivas me deixaram curiosa, vou incluir na lista

    Beijokas

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.