Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[Semana Nostalgia] Dia #03 O Par Perfeito - Shirlei Ramos

Olá Clubenautas, vocês escolheram e elas voltaram!
Semana Nostalgia com as resenhas Nacionais que fizeram nossa cabeça em 2016...
Let´s go!




O Par Perfeito - Shirlei Ramos

Sinopse: Aos oito anos, Elise traçou a meta mais importante de sua vida quando viu seu pai e sua mãe se beijando apaixonadamente: ela encontraria o par perfeito e teria um relacionamento tão idílico quanto o de seus pais.
O tempo passou. Elise cresceu tanto que os olheiros não cansavam de chamá-la parar fazer testes em agências de modelos. Mas a moça, depois do segundo desfile, desistiu da carreira glamorosa das passarelas. Desistiu também da faculdade de Pedagogia, de Turismo, e do emprego como vendedora. A verdade é que, mesmo aos 26 anos, Elise não tem certeza do que quer ser “quando crescer”. Quer dizer, ela ainda está certa sobre a busca do “príncipe encantado” e seu conto de fadas. O problema é que Elise tampouco foi bem-sucedida nessa área.
Colecionando namoros desfeitos, corações partidos, fossas gigantescas e eternas dúvidas profissionais, Elise ainda tem que lidar com a irmã perfeccionista, onze anos mais velha, que ocupou o lugar deixado pelos pais, vítimas de um acidente de ônibus, há sete anos. A única parte realmente boa da vida de Elise é Samanta, a sobrinha e companheira incansável de seis anos. 


As coisas, contudo, parecem estar prestes a mudar na vida de Elise. Seu cunhado, mais conhecido como o “marido-capacho" de sua irmã, lhe apresenta o cara que preenche, finalmente, todos os requisitos do “Senhor Perfeito”. Viúvo, pai de uma menina de dez anos, Roberto é romântico à moda antiga, não bebe, não fuma, adora crianças... e imagine, adora comédias românticas!
Ao que tudo indica, a busca mais importante de Elise chegou ao fim. E a vida está lhe sorrindo como nunca. Então, não lhe custa nada ajudar um estranho a encontrar a mesma felicidade que ela está sentindo, não é mesmo?


É isso que Elise pensa após presenciar uma discussão calorosa entre um casal, no corredor de um supermercado, seguida de um rompimento de namoro. Ela, então, propõe ajudar Gael, um executivo workaholic, a reconquistar o coração da namorada. Porque se existe alguma coisa na qual Elise é perita, sem dúvida, é no assunto “como ser o namorado perfeito”.

Entre lições de “como tornar Gael o Senhor Perfeito e reconquistar a ex-namorada”, peripécias amorosas com Roberto — enfim, “o seu sonhado Senhor Perfeito” —, e eventos inesperados, Elise vai descobrir que nem sempre o maior sonho de nossa vida vem com o embrulho que desejamos. E que alguns acontecimentos têm o poder de nos fazer amadurecer à força.



RESENHA

O Par Perfeito é mais uma emocionante história de amor, na qual a escritora Shirlei Ramos, uma romântica assumida, narra, com perfeição, a incansável busca de Elise pela realização de seu sonho: encontrar seu par perfeito. Essa meta foi traçada quando ela tinha 8 anos e se encantou com o incrível amor que seus pais compartilhavam entre eles.

Elise é uma bela mulher, com 26 anos e com características físicas que lhe proporcionariam seguir carreira de modelo. Desfilou dos 14 aos 16 anos, e chegou à conclusão de que, definitivamente, não era isso o que queria para sua vida. Não concluiu nenhum curso que iniciou tampouco se decidiu por qualquer profissão. É extremamente romântica, sensível, bem humorada e tem uma coleção de relacionamentos mal sucedidos. Segundo sua irmã, Diana, tem um coração maior que o cérebro, o que a impede de tomar as decisões mais acertadas para sua vida. Diana é 11 anos mais velha que Elise. É uma mulher forte, perfeccionista, determinada, corajosa, e tem muita dificuldade em demonstrar carinho pelas pessoas, exceto por sua filha de 6 anos, Samanta, que é a pessoinha responsável por trazer momentos de leveza e alegria à vida de Elise (é impossível não se apaixonar por Samanta). É casada com o contador Talmo, e, segundo Elise, é o típico “marido-capacho” , o “cachorrinho de estimação” de Diana.

Elise perdeu os pais aos 19 anos em um acidente de ônibus. Após o acidente, Diana muda com a família para sua casa, alterando a rotina de sua vida. Diana passa a cuidar da vida e dos interesses de Elise, mas exagera no papel de mãe substituta, quando tenta controlar todos os setores da vida da irmã, inclusive o afetivo (apesar de toda a austeridade e frieza que demonstra, Diana ama e preocupa-se verdadeiramente com a irmã). No decorrer da trama, ficamos sabendo de que toda a dureza de Diana é consequência de uma grande desilusão amorosa (no passado, foi abandonada pelo noivo às vésperas do casamento, o que a tornou desiludida em relação ao amor), e que foi o grande amor que Talmo sempre nutriu por ela, que a salvou das consequências desastrosas deste abandono.
Roberto trabalha com Talmo. É viúvo e tem uma filha, Maria Clara, de 10 anos. É cavalheiro, romântico, não possui vícios e está à procura de uma mulher que preencha o vazio que a morte de sua esposa deixou. Diana, então, vê em Roberto, o homem ideal para Elise, (mas, ainda não foi dessa vez que Elise encontrou o seu tão sonhado amor).

Após um malfadado passeio com Roberto e sua filha, Elise resolve voltar sozinha para casa e, a partir daí, o acaso, ou, conforme Elise afirma, as “vibrações” de seus falecidos pais, começam a interferir em sua vida. Elise estava sem dinheiro para o táxi, e quando o ônibus se aproxima do ponto, sente um forte cutucão no ombro. Ao tentar achar o autor do toque, perde o ônibus. Como estava com muita sede, resolve entrar no supermercado para comprar água. No corredor do supermercado se depara com uma cena pouco comum: uma forte discussão entre um casal. Descontrolada, a mulher alega estar cansada da pouca atenção que o namorado lhe dispensa, e põe fim no relacionamento de 5 anos. Elise, que é perita em relacionamentos desfeitos, prontifica-se a ajudar Gael na reconciliação do casal.

Gael é um executivo bem sucedido e tem como prioridade de vida sua carreira e ascensão profissional. Apesar de ser deliciosamente lindo...rsrs..., e de ter uma risada “musical”, é um autêntico workaholic (viciado em trabalho). Na infância, sofreu maus tratos do pai alcoólatra. Saiu de casa aos 18 anos, e desde então, focou sua vida na busca incessante pelo sucesso profissional. Ama, e mesmo de longe, cuida da família, especialmente dos sobrinhos e de sua irmã Gabriela, vítima de violência doméstica, praticada pelo marido.


A partir do encontro ocasional no supermercado, o leitor vai acompanhar a arrebatadora trajetória do romance entre Elise e Gael. Como sempre, Shirlei elabora histórias incríveis, e não foi diferente com esta.Colocou toda sua habilidade de descrever precisa e impecavelmente neste romance. Brindou o leitor com uma escrita apaixonante e envolvente, que prende o leitor do início ao fim do livro. O Par Perfeito não é só mais um romance, tem de tudo um pouco. Fala de vida e de morte, de relacionamentos finalizados, de recomeços, de superação, de erros, de perdão, de transformação, de persistência. Tem cenas e diálogos constrangedores e hilários. Tem diálogos reflexivos, apaixonados. Tem, também, cenas “calientes”, mas sem apelações e vulgaridades, conduzidas com tal sutileza, que as emoções se sobrepõem ao erotismo, sem, contudo, deixarem de ser cenas deliciosamente sensuais.

As transformações e evoluções dos personagens torna a história crível, real. Shirlei Ramos é mestra na arte de criar personagens de fácil aceitação e credibilidade. Os personagens de suas histórias não são recatados, altruístas, destemidos, perfeitinhos. Pelo contrário, têm seus medos, traumas, desequilíbrios, frustrações e limitações. Talvez seja esta a razão da grande empatia do leitor com os personagens por ela criados.

A história de Gael e Elise me conquistou e me deixou com gostinho de quero mais. Parabéns, Shirlei Ramos, pela história, pelo texto magnificamente bem escrito e pela excelente elaboração e articulação do enredo e personagens. Sem medo de errar, recomendo a leitura dessa encantadora história de amor.

RESENHA: VANDA COSTA

Perguntas



1 - Se você tivesse cinco opções para decidir sobre sua carreira e/ou atividade profissional, ser escritor(a) estaria entre as cinco? Em caso positivo, em qual posição ela ficaria?  (Vanda Costa)

Se essa pergunta me fosse feita uns dez anos atrás, eu responderia que ser escritora não estava entre as cinco opções de escolha profissional. Não porque eu não cogitasse seguir tal profissão. Simplesmente porque eu não acreditava que minha maior paixão – escrever – pudesse algum dia se transformar em profissão. Mas muita coisa mudou nesses últimos anos. Para ser mais específica, tudo mudou do ano passado para cá. Em 2015, eu consegui transformar meu grande sonho em realidade: escritora se tornou a minha principal profissão. Então, hoje posso dizer que ela ocupa a posição número 1 em minha vida.

2 - Com a proximidade do final do ano, é impossível não fazermos uma retrospectiva. Que balanço você faria sobre sua trajetória de escritor(a) em 2015?  (Vanda Costa)

Este ano foi meu melhor ano profissional de todos, sem dúvida. Finalmente, eu comecei a me dedicar exclusivamente à profissão que nasci para exercer – escritora. Mas não imaginava que junto com essa conquista viriam muitas outras, que me fariam sentir a pessoa mais afortunada do mundo. Foi um ano de muita escrita – resultando em dois romances e três contos. Muito mais do que isso, foi um ano em que conheci pessoas maravilhosas, que leram minhas obras, me apoiaram com tanto carinho e se tornaram verdadeiras amigas.

3- Se você pudesse trazer um dos seus personagens para a vida real, qual seria? (Jenny Martins)

Eu traria a maluquinha e romântica Elise, de O Par Perfeito...rsrs... Acredito que de todos os personagens que criei até hoje ela é a mais carismática. Além disso, o romantismo dela é muito parecido com o meu. Acho que seríamos grandes amigas...rs

4- Qual foi o momento/ cena mais difícil para você escrever? (Jenny Martins)

Em todos os meus livros, apesar da escrita leve, sempre existem algumas cenas mais dramáticas, carregadas de emoção, que exigem muito de mim. Porém, uma, em especial, me fez sofrer muito enquanto escrevia; inclusive precisei interromper a escrita várias vezes porque não parava de chorar. Foi a cena em que a Melissa, de Mundos Opostos, estava no cemitério, em frente à sepultura da mãe, contando-lhe sobre as mudanças pelas quais passou desde o seu falecimento.

5- Quais suas perspectivas e projetos para o ano de 2016? (Giuliana Sperandio)

Em janeiro, pretendo começar as pesquisas para o meu próximo romance. E pretendo me empenhar ainda mais na busca de uma editora para as minhas obras. O sonho de ver meus livros distribuídos em livrarias pelo Brasil é cada vez maior. Espero poder realizá-lo em 2016 :)

6- Dezembro é um mês de reflexão e gratidão. Nesse espaço você pode agradecer aos seus leitores e fazer uma breve reflexão sobre sua vida de autor(a).(Giuliana Sperandio)

Quero dizer, de todo o meu coração, com toda a sinceridade do mundo, que amo cada um de vocês, leitores queridos. É um amor tão imenso, uma gratidão tão indescritível, que chego a ficar angustiada por não poder encontrá-los pessoalmente para dar um abraço bem apertado. Jamais me esquecerei do ano maravilhoso que vocês me proporcionaram. Sem a presença constante de vocês, as palavras de carinho e de incentivo, eu não teria ido tão longe e nem realizado tantos sonhos. Desejo que cada um possa receber o dobro de bênçãos que me proporcionaram em 2015. Que 2016 seja um ano de muito amor, muitos sonhos realizados, felicidade e saúde para todos. E prometo sempre dar o meu melhor para escrever histórias que estejam à altura de tudo que vocês me proporcionam. Desde que os conheci, não existe mais espaço para outros sentimentos que não sejam amor e gratidão <3



Espero poder continuar fazendo o que mais amo no mundo: escrever histórias românticas doces, com pitadas de realidade <3


Sobre a Autora:

Shirlei Ramos é formada em Letras, com especialização em Línguas Francesa e Portuguesa, pela Universidade de São Paulo.
Iniciou sua carreira como subagente literária.
Atualmente, divide-se entre as profissões de escritora e revisora de textos.

O amor pela escrita começou na infância. Aos nove anos, fez uma adaptação, em folhas de sulfite, de um gibi da Turma da Mônica. De lá para cá, escreveu dezenas de pequenas histórias, poemas e dois romances.
A Missão de Anabel foi lançado de forma independente na Amazon e entrou no ranking dos e-books mais vendidos da Revista Veja em março de 2014.
Seu segundo romance, Atração Explosiva, foi postado, capítulo a capítulo, no Wattpad e atingiu a marca de 440 mil leituras. 

Foi lançado na Amazon, em outubro de 2014, e alcançou o segundo lugar no ranking dos e-books mais vendidos da Revista Veja.

Contato: FACEBOOK - SITE - TWITTER - WATTPAD


Não se esqueçam de dizer o que estão achando...
Asta La Vista, Muchachos!!
Até amanhã!!
Beijocas!

Giuliana

5 comentários:

  1. Adoro a Shirlei e o Gael é o meu personagem preferido , fico muito feliz pelo sucesso dela e espero de todo o coração ver seus livros em todas as livrarias .
    bjusss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivian, minha querida amiga, você sempre me emociona tanto com seu carinho! Muito obrigada por me dar tanta atenção e torcer tanto por mim <3 <3

      Excluir
  2. Não li essa história ainda,mas ja li outros livros de shirlei e amo todos os livros dessa escritora maravilhosa e principalmente mundo opostos ������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vania, sua linda, obrigada demais pelo apoio de sempre <3

      Excluir
  3. Shirlei minha linda ,sabe o quanto te admiro e adoro,amo de paixão suas histórias, e não poderia ser diferente ,VC expressa muito amor e tudo que faz e isso me cativa e faz querer te acompanhar sempre a cada nova história que é lançada, te desejo todo o sucesso do mundo ,bjssss.

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.