Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[Resenha Nacional]Dominus Mortuorum -In nomine patris #1 - Décio Gomes



Olá Clubenautas, tudo bem?

Hoje voltamos com mais uma resenha do nosso parceiro Décio Gomes, o livro é o primeiro da série in nomine patris, vamos com a resenha e minha opinião sobre a obra?

Let's GO!




Dominus Mortuorum  -In nomine patris #1
In nomine patris # 1
Décio Gomes
Ano: 2014 / Páginas: 169
Idioma: português
Editora: Tribo das Letras


Jullian Bergamo é um padre missionário que realiza trabalhos para a igreja católica. Mas não um padre comum. Ele é um venator: um membro da igreja especialmente treinado para caçar e eliminar demônios. Após ser transferido de sua antiga comunidade para a cidadezinha de Willinghill, Jullian depara-se com um caso singular: pessoas mortas levantando-se de suas tumbas e vagando livres pela cidade. Logo ele conhece a origem do problema: o Mormo, um terrível demônio necromante que possui cadáveres e os transforma em violentos mortos-vivos. Munido com sua fé e coragem, o jovem padre enfrentará um dos casos mais marcantes de sua trajetória como venator: eliminar o Mormo, enquanto tenta sobreviver às hordas de mortos-vivos que farão de tudo para devorar cada pedaço de sua carne. 

COMPRE AQUI - SKOOB - FANPAGE (COMPRE DIRETO COM O AUTOR)



SOBRE O AUTOR



Décio Gomes é pernambucano, nascido no fim da década de oitenta. Amante da literatura de mistério e terror desde criança, é também grande admirador da cultura geek, colecionador de games e discos. Suas maiores influências vêm de nomes como Edgar Allan Poe, Márcia Kupstas, Marcelo Rubens Paiva e Arthur Conan Doyle. 

Teve sua carreira literária iniciada em 2012 com o romance Albertine, livro que lhe rendeu excelentes críticas e notas em jornais, revistas e blogs sobre literatura. Desde então mantém seus lançamentos periódicos, sejam romances ou contos.



CONTATO: FACEBOOK YOUTUBE INSTAGRAM - SITE - WIDBOOK



RESENHA





O livro já começa bem tenso com a morte de um menininho que sobe em cima de uma árvore e acaba caindo. Então após o enterro seus pais recebem uma sinistra visita que vai ser o começo da história de Nomine patris. 



Logo conheceremos o padre Julian que nunca para em uma cidade por muito tempo por sua condição especial, desde criança Julian sente a presença de demônios, então quando virou Padre foi designado a venator, era uma espécie de caça demônios do Vaticano. Passado os 666 dias ele tinha que ser transferido para uma nova cidade, para sua segurança e dos habitantes.


"Um venator era um representante de Deus, mas também era um homem muito odiado pelo Diabo. Dizia-se no manual de treinamento que seiscentos e sessenta e seis dias era o tempo necessário para Lúcifer penetrar no coração de um venator inexperiente e convertê-lo."


Porém nessa nova cidade o mal estava a sua espera com toda perversidade usando como moradia o corpo de um inocente, após um chamado desesperado de um pai no meio da noite para que ele vá a sua casa, mesmo tendo acabado de chegar ele atende o pobre homem, então se depara um demônio na casa daquela família.



Ao tentar expulsar o demônio algo fora do normal acontece, uma mentira faz com o mal escape e Julian tenha uma certeza nefasta, ele irá causar sofrimento, morte e destruição e cabe a ele evitar que isso aconteça.


"O Mormo é um dos mais poderosos demônios necromantes e assume o posto de um dos generais de Lúcifer, sob o título de Senhor dos mortos. Habita as partes mais altas dos infernos, e torna-se presente na terra através de transições espirituais ocorridas em cemitérios. Um de seus maiores prazeres é apossar-se de carne morta, transformando qualquer tipo de ser vivente em mortos que caminham."


Então teremos a seguir uma terrível e sombria caçada de Julian à Mormo, um demônio que tem o poder de transformar suas vítimas em mortos vivos. Será que a fé de Julian será suficiente contra essa força maléfica?




MINHA OPINIÃO

Mais uma vez o Décio me surpreendeu, eu que estava acostumada aos fantasmas e demônios mais lights das Crônicas Ridell, me deparei com uma coisa bem mais punk aqui, e eu... Gostei muito mesmo apesar de minha preferência literária ir mais pro lado dos suspenses com espíritos, esse livro foi realmente agoniante (no bom sentido) com seus mortos vivos, demônios e vísceras. Para quem curte uma história de terror com bastante sangue e aventura recomendo demais!

A escrita do Décio é viciante e alucinante, você consegue entrar na história e sentir junto com os personagens a agonia de cada cena. Esse livro é curtinho, mas é o primeiro de uma série, então podemos aguardar nosso bom e velho Julian em outras aventuras endemoniadas hahaha.

A capa faz jus ao livro, a história acontece muito rápida, mas sem atrapalhar a leitura, os personagens eu acabei não me apegando tanto quanto os de Albertine, mas como disse, isso é culpa das minhas preferências por fantasmas mais dramáticos. Como li em e-book não tenho como opinar na diagramação, porém a revisão estava muito boa e não notei nenhum erro gramatical.
Super recomendo e em breve teremos mais resenha do Décio aqui.

Nota: 4/5 (muito bom)

Então é isso. Já leram ou leriam essa obra? 

Deixem sua opinião. 


Até a próxima postagem, pessoal!


Beijos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.