[DEVANEIOS EM VERSOS] Nostalgia Mar da infância-Amanda Bonatti

        Olá amados, na coluna Devaneios em Versos de hoje, resolvi resgatar a essência de criança que existe em cada um de nós.
     Essa essência que é tão doce e que às vezes acabamos deixando de lado para viver e cumprir nossas obrigações da vida de adultos.

As lembranças da infância podem trazer saudade e por que não, também um sentimento de solidão, como neste poema, que divaga entre nostalgia e Solidão.


Nostalgia Mar da infância



À beira-mar sinto o gosto da infância
que brota dos pés  e me salta aos olhos.
As areias sujam os pés com pedaços de vida,
as lembranças são tão fugazes e tão eternas.

Debaixo dos sonhos, das árvores,
olhando o céu e o mar, descubro:
que estar vivo, é por vezes, estar só.


Que a nossa criança interior seja cada vez mais aparente!
Beijos poéticos

Amanda Bonatti

Créditos: Texto Amanda BonattiImagens Retiradas da Internet