Postagem em destaque

[Promoção Mães Leitoras] com Rô Mierling e blogs parceiros (serão 7 ganhadores!)

Olá queridos leitores! Em comemoração ao Dias das Mães , a escritora Rô Mierling e blogs parceiros se reuniram para presentea...

[Resenha Nacional] Estrela do Sul: Uma História - Cyntia Bandeira Lino

Queridos leitores!

Hoje temos a resenha do romance “Estrela do Sul: Uma História”, da nossa autora parceira Cyntia Bandeira Lino, que apresenta a trajetória de vida do casal Cláudia e Rogério Pires Cavalcanti. O que mais diferencia esse romance dos demais são as lutas internas, as decisões e transformações pelas quais Cláudia precisará passar para tornar realidade seu sonho de criança.
Vamos conferir a história?



Estrela do Sul: Uma História

Ano: 2015/1ª edição  
Título: Estrela do Sul: Uma História
Autor: Cyntia Bandeira Lino
Páginas: 276
Editora: Clube de Autores

Sinopse

Cláudia e Rogério eram duas crianças que se tornaram grandes amigos, no interior do Rio Grande do Sul. Anos depois, surgiu o amor e se casaram. A moça tinha um sonho, que ficou adormecido em seu coração por muito tempo, mas que jamais morreu. Muitas coisas aconteceram na vida do casal. Uma história comovente e emocionante.



Cláudia Alves Batista e seus três irmãos Juca, Fabíola e João Bruno nasceram em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, numa família humilde, tradicional e conservadora, os Alves Batista. Apesar de humilde, Cláudia teve uma infância feliz e tranquila. Desde muito nova era destaque no coral da igreja que frequentava aos domingos com a família e nutria o sonho de ser cantora. Os pais, Estácio e Inácia, além de não estimularem o sonho da filha, compartilhavam a opinião de que a mulher deveria ser educada para cuidar do marido, dos filhos e do lar, não admitindo coisas como divórcio na família e mulher trabalhando fora.
Rogério Pires Cavalcanti nasceu e cresceu na cidade de Viamão, também no Rio Grande do Sul. Além de Rogério, os pais, João Francisco e Ana Clara tinham mais três filhos: Cecília, Paulo e Carolina. Os Pires Cavalcanti também eram conservadores e moralistas. Rogério, que era o segundo filho do casal, sempre admirou e quis dar continuidade à profissão do pai que era farmacêutico.
A autora, Cyntia Bandeira Lino, desenvolveu um romance que conta a história de vida de Rogério e Cláudia. Eles se conheceram na infância através de uma amiga comum das famílias, D. Cândida, que tinha uma estância na qual eles, desde pequenos, passavam as férias. Assim que se conheceram estabeleceram uma grande amizade. As famílias simpatizavam com a amizade crescente entre seus filhos. Uma séria doença que acometeu Cecília, irmã de Rogério, afastou por alguns anos toda sua família da estância, em função do tratamento de Cecília. Após alguns anos sem se verem, os jovens já adolescentes, voltaram a se encontrar na estância, numa festa de aniversário patrocinada por D. Cândida em comemoração ao aniversário de Fabíola, irmã de Cláudia.

A história prossegue a partir deste reencontro. Cláudia passou a namorar Rogério, assim como seus irmãos passaram a namorar os irmãos de Rogério. Seis meses após o noivado de Cláudia e Rogério, uma grande festa celebra o casamento dos quatro jovens casais. Cada casal segue suas vidas e Rogério passou a trabalhar como caixa na farmácia do pai. Dois anos depois surge uma oportunidade para Rogério trabalhar no Rio de Janeiro em uma conceituada empresa no ramo de medicamentos. Ele e a esposa se mudam então para o Rio de Janeiro.
Foi um período de muito trabalho e pouco dinheiro e, mesmo contra a vontade do marido, Cláudia vai trabalhar como recepcionista em um consultório dentário para ajudá-lo nas despesas, firmando uma grande amizade com a sua chefe, a dentista Rita. Passado algum tempo, Rogério passa a ter a confiança dos patrões e a progredir na empresa. Os donos, que são japoneses e idosos, não têm herdeiros e, quando morrem, deixam a empresa para ele. Rogério torna-se milionário e Cláudia nunca perdeu a esperança de realizar o sonho de ser cantora, mesmo conhecendo a opinião do marido que nunca aceitou a ideia de sua esposa ser cantora. Sua única e verdadeira amiga dentre as esposas dos milionários com os quais passou a conviver era Greta, casada com o riquíssimo empreendedor português Jacinto Valadares.

Nesse ponto começam as reviravoltas na vida de Cláudia, porque apesar de tornar-se mãe, adorar o filho e ter tudo o que o dinheiro podia oferecer não se sentia realizada, sem contar que Rogério não era mais o marido amoroso e só pensava em enriquecer mais e mais, negligenciando a mulher, o filho, menosprezando os parentes e os antigos amigos. Cláudia devido à rígida criação que teve, era tolerante, compreensiva e não perdia a esperança de o marido voltar a ser o homem pelo qual se apaixonara, até que após uma viagem que ele fez ao Nordeste, com a justificativa de expandir seus negócios na região, Cláudia fez uma terrível descoberta que mudou radicalmente sua maneira de enxergar o marido e obrigou-a a tomar uma decisão que mudou sua vida.
A autora é muito minuciosa e detalhista na exposição dos fatos e dos personagens, preocupando-se em adicionar notas informativas de rodapé para esclarecer aos leitores sobre locais, personagens e obras mencionadas no enredo. Percebemos que tanto os personagens principais quanto suas famílias apresentam opiniões e condutas que já não eram tão comuns nos anos 80 nem muito menos nos nossos dias. Para ser mais específica, refiro-me ao radicalismo e a intransigência extrema do pai de Cláudia que nega socorro e apoio a filha, mesmo sabendo que a mesma tinha sido vítima do marido, chegando ao ponto de proibir o contato da mãe e dos demais filhos com a irmã, proibição que foi acatada por todos, sem nenhuma contestação, mostrando pessoas totalmente desprovidas de sentimentos de gratidão e amor. Outra questão que achei muito incomum para os dias atuais é a total submissão de Cláudia ao marido. Eu, particularmente, não gostei da personagem pós-casamento, que se mostrou pacata demais, insegura, fraca, sem espírito de luta, omissa em relação ao bem estar do filho, pois mesmo tendo conhecimento do sofrimento que o descaso do pai estava causando ao menino, optou por continuar vivendo num mundo de mentiras e resignação. Voltei a gostar e a torcer por Cláudia a partir do momento em que ela resolveu lutar verdadeiramente pela realização de seu sonho e para reverter toda aquela situação que a transformou numa mulher inerte, sem brilho, amor próprio, determinação, pouco combativa e sem expressão.
Após as inúmeras traições, maus tratos, abandono e pedido de divórcio do marido, não tendo mais com manter-se com o status de casada, a “mocinha” da história é obrigada a promover uma reviravolta em sua vida. Com a ajuda da tia do ex-marido e de suas grandes e verdadeiras amigas Rita e Greta, Cláudia volta ao Sul e sai em busca da realização de seu sonho e, até neste momento, ela não foi capaz de manter o filho ao seu lado, deixando-o aos cuidados da tia do ex-marido, promovendo mais sofrimento e tristeza ao filho. Nesta hora constatamos como a interferência de suas poucas, mas verdadeiras amigas, com conselhos, críticas e observações pertinentes e sinceras, consegue influir numa tomada de decisão acertada de Cláudia em relação ao filho e ao rumo que dará a sua vida.

Bem, o mais interessante é que Cláudia, após muito empenho e determinação, consegue, finalmente, restabelecer a sua dignidade e amor próprio, conquistando sua liberdade financeira, o respeito e o amor de seu filho e a realização do sonho de sua vida, além de obter o retorno do convívio com seus familiares. É chegada a hora da virada e Cláudia percebe que seu bem estar e satisfação pessoal independem do ex-marido e de sua família que a tratou de forma cruel no momento que ela mais precisava. Passou por muitas dificuldades, sofreu abusos e exploração de sua empresária, mas, também, ganhou estímulos de novos amigos que a ajudaram a impulsionar sua carreira e, finalmente, ganhou seu espaço, podendo mostrar a todos o seu talento e valor.
Ficou clara a mensagem embutida na história, que fortalece a certeza de que uma pessoa determinada, que busca a conquista dos seus sonhos, que luta para superar metas e obstáculos, tem como retorno sua satisfação pessoal, profissional, além de obter o respeito e a admiração das pessoas que convivem com ela.
A autora se utilizou de uma linguagem clara e direta e mais uma vez ressalto a preocupação que ela teve com os leitores para deixá-los com total entendimento sobre o conteúdo do que ela escrevia. A leitura é fluída e desperta o interesse dos leitores sobre os acontecimentos, a trajetória dos personagens e o desfecho. O livro tem uma diagramação bacana. O tamanho da fonte é excelente, permitindo uma leitura contínua, sem causar desconforto. Gostei também da narrativa envolvente da autora e de sua capacidade descritiva, tanto da personalidade dos personagens que ela construiu quanto dos cenários e fatos por ela descritos.

"Estrela do Sul: Uma História" é um romance diferenciado, pois não traz um final previsível como o da maioria dos romances. É uma história de vida, com uma trajetória repleta de desencantos e reviravoltas, mas que contempla o leitor com fortes emoções e a certeza de que, por mais que surjam batalhas e obstáculos para serem vencidos, é sempre possível e gratificante lutar pela realização de seus sonhos.

Para comprar o livro resenhado, clique AQUI 
Para adquirir as outras obras da autora, clique AQUI

Booktrailer do livro:

A autora forneceu uma playlist com uma trilha sonora para a resenha. Confiram!
Playlist



Leitores queridos, não se esqueçam de que ficamos felizes com seus comentários.

 Beijos e até a próxima.



Créditos:
Resenha: Vanda Costa
Imagens: Tiradas da Internet
Links: Fornecido(s) pela autora
Músicas: Youtube
Diagramação: Vanda Costa





   Não deixe de participar da promoção do aniversário comunitário que está rolando aqui no Blog, basta clicar Aqui e você será redirecionado para a postagem da promoção. 
Participe e boa sorte!



8 comentários:

  1. A resenha ficou espetacular! Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha, Cyntia.
      Sucesso para você!
      Abraços.
      Vanda

      Excluir
  2. Ótimo livro, um dos melhores da Cyntia. E ao quanto ao final, eu também adorei. Foi merecido que acabasse daquele jeito. Caso contrário, ia soar bem artificial, forçado. Parabéns pela resenha, está ótima e completa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei contente por você ter gostado da resenha, Matheus. Por você já ter lido o livro, dá maior credibilidade ao conteúdo do livro e da resenha.
      Obrigada pela visita e comentário.
      Volte sempre.
      Abraços.
      Vanda.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Eu também fiquei e espero que mais pessoas possam ler minha obra!

      Excluir
  3. Ficou ótima a resenha,da até vontade de ler o livro,muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Ficou ótima a resenha,da até vontade de ler o livro,muito bom.

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.