Momento Nerd: REVIEWN SENTIMENTO SOLUVEL: Southward River



SENTIMENTO SOLUVEL:

“Then what the fuck do you think love is?”



Do Dicionário: Empatia


1.1 faculdade de compreender emocionalmente um objeto (um quadro, p.ex.)
12. capacidade de se identificar com outra pessoa, de sentir o que ela sente, de querer o que ela quer, de apreender do modo como ela aprende etc.


Compreender o significado do termo empatia pode ser realmente difícil, e se tratando de seres humanos, na pratica é brutalmente mais aterrorizante do que em teoria. Se colocar no lugar do outro, tentar pensar como o outro pensa ou agir como o outro age tende a ser complicado. Mas há raros momentos em que as complicações simplesmente desaparecem, quando abrimos um livro, por exemplo, a empatia por personagens que mal conhecemos é quase que instantânea, nos apaixonamos à primeira vista, sentimos raiva, medo e na maior, e mais incrível das experiências, nos redescobrimos através deles e da força que eles representam.

Mas Sentimento Solúvel nunca foi sobre empatia, a história não devia me levar para um caminho tão “tortuoso”. Mas quando se trata de Southward River, não sentir empatia por seus personagens é praticamente impossível, mesmo sabendo que o personagem principal é a personificação de tudo aquilo que você deveria odiar você simplesmente não consegue deixar de pensar: E si?

O post a seguir deveria ser uma resenha, mas eu simplesmente não me vejo fazendo uma. (Mais nenhuma)

Alexsander está longe de ser o típico mocinho que todo mundo adora, ele é o vilão, o cara mal que corrompe que abusa que distorce a realidade. Aquele que tira o colorido da vida, aquele que em teoria você deveria torcer contra, então, por que começar o post falando sobre empatia?

Porque, embora tensa e cheia de histórias que, no mundo real acabariam com o seu psicológico, os personagens principais são tão bem desenvolvidos que fica imensamente difícil não sentir empatia por eles. Suas angustias, medos e arrependimentos nos faz, em vários momentos da narrativa, torcer por eles com unhas e dentes.



Sentimento Solúvel
Ano: 2015
Publicação Independente
 Sinopse:
Nos tempos atuais, em um castelo isolado nos Alpes Franceses, se esconde um incubus. Seu nome é Alexsander Mordoren, e ele é mais antigo que as pedras que constroem o castelo onde habita. Alimentando-se de jovens virgens por todos os séculos de vida até ali, não via problemas em sua maneira silenciosa de obter energia vital. E então, depois da morte de mais uma vítima, Alexsander recebe seu novo alimento. Awa Blame é uma garota de seis anos que, como todas as outras antes dela, deve ser criada até os quatorze para então, servir de comida ao Mestre. Mas os anos ao lado da valente e curiosa Awa, tornam o incubus um homem cheio de ponderações e Alexsander descobre da pior forma que nunca se deve deixar a bondade entrar em um coração onde só a maldade dança.



Eu Li SS num dia nublado, em seis horas interruptas sentada na área de espera do hospital Santa Isabel em São Paulo e, embora eu quisesse muito ler o livro, e tivesse tempo para isso, meu estado emocional não pedia algo tão... Surreal. O momento não parecia adequado e mesmo assim eu devorei 398 páginas sem pensar em tirar meus olhos da tela do celular.

Na resenha normal a gente joga a sinopse do livro e discorre sobre a história, mas eu descobri que sou uma negação quando o assunto é resenha, por isso resolvi fazer uma reviewn. Existe algo melhor quando o assunto é opinião pessoal?



A personagem principal de Sentimento Solúvel é Awa, uma garotinha de seis anos que é sequestrada na Austrália a mando de Alexsander Mordoren, um íncubo (Alô, Lost Girl) um demônio que se alimenta do ato sexual dele com suas vitimas.

Awa deve viver presa nos Alpes Franceses, no castelo de Alexsander, ou só Alex, até os 14 anos, idade perfeita para o “sacrifício” que traria vida prolongada ao demônio, mas... Eu adoro quando tem esse, mas 😉😖, a garota cresce e um sentimento de amor, de ambas as partes, também.


Até aqui tudo bem, né? Sequestrar uma garotinha de seis anos e priva-la do mundo real até que ela tenha a idade adequada para um demônio centenário tirar sua virgindade não é tão chocante... OI?

Brincadeiras a parte, o livro tem um significado pessoal pra mim, (depois de lê-lo eu me tornei amiga intima da autora rs) Ele trata de um tema que eu, particularmente, tentava evitar ao máximo, o amor proibido, ou melhor, a síndrome de Estocolmo, é algo que eu não consigo lidar, assimilar, entender, mas, depois da leitura, aprendi a separar uma coisa da outra, mesmo sabendo que existem casos reais de histórias como a de Awa, pra mim é um avanço, significativo, conseguir ler algo do tipo sem cair em estado eterno de depressão rsrs.

Sentimento Solúvel traz muitas reviravoltas no seu decorrer. A Awa adolescente me deixou extremamente aflita, a ingenuidade com que ela faz suas escolhas me fez chorar em vários momentos da história. E, o Alex ”bonzinho” me deixou enjoada e ao mesmo tempo apaixonada. Eu o odiei por suas escolhas em grande parte da história, mas estava constantemente torcendo para que ele se redimisse.

O livro prende, a narração te segura. Esta é uma obra única com mensagens únicas sobre ações e consequências. Ninguém escreve tão bem, com tanta paixão e entrega como Southward River, Sentimento Solúvel não é primeiro livro da autora que eu li, mas é, sem sombra de duvidas, o que mais me marcou. 


NOTA 5/5 ÓTIMO


Sobre a autora:


Southward River


Eu comecei a escrever com 12 anos. Louca por Stephen King e Lovecraft, sempre amei terror e mistério, horror e claro, romance! Apenas há pouco é que decidi por começar a levar o que eu escrevia para outras pessoas então pode-se dizer que sou nova nisso. Eu amo pizza de rúcula, doida por café e chocolate e coca-cola e escuto e Behemoth (nao me julguem ok, eu tambem gosto de Lana Del Rey e Selena Gomez) e adoro escrever polêmicas, então não pode esperar menos do que bizarrices nos meus livros. Bizarrices no bom sentido ok, sou uma pessoa séria apesar de tudo, rsrsrs. Gosto de gatos, e de cachorros, e de cavalos, e de boas amizades e um amor gostoso, e tenho tudo isso, graças ao que for que estiver tecendo nossas vidas lá em cima! E escrevendo eu continuo a viver! \o


>> WATTPAD << CLUBE DOS AUTORES >> AMAZON >>



E, minha revi ficou gigante, embora eu quisesse dizer mais rsrrs. 


Aqui você encontra a resenha de Pacto, (meu outro amor) feita pela nossa Clubchefemaster Giuliana e a entrevista exclusiva – que já foi ao ar- com a autora. Borâ clicar e saber o que a motiva ? Que tal deixar comentários pra mim? Responderei todos com prazer.



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.