[Resenha Nacional] Grim Reaper - Miss Nick e Bettina Winkler, Editorial Young

Olá, Clubenautas. Muito bom voltar aqui para trazer mais uma resenha nacional.
Dessa vez vim para trazer o clima de fantasia YA do livro Grim Reaper, das autoras Miss Nick e Bettina Winkler. Li em formato e-book, cedido por nossa parceira Editora Young.
Vamos então ao que interessa?
Let´s GO!



Grim Reaper - Jornada da Morte Grim Reaper # 1 - Miss Nick

ISBN-13: 9788556950024ISBN-10: 8556950027Ano: 2016 / Páginas: 313Idioma: português
Editora: Young
A morte espreita, à nossa espera, e nos chama a cada dia. Ruas sem saída, dimensões inimagináveis... É fácil vivermos sem nos preocupar em olhar o que está além do mundo visível aos olhos e não prestarmos atenção nos seres encapuzados que transitam ao nosso redor.As criaturas andam entre nós e ao morrermos, elas conduzem as nossas almas. Quando caímos no abismo mortal, não há mais como voltar.Ver além do obscuro. Além do celestial.“Porque a vida às vezes pode ser um pesadelo pior do que a própria morte.”

Fantasia / Jovem adulto




Conheça as Autoras por trás do livro:

Bettina Winkler

Nascida em Salvador, Bettina sempre foi encantada pelo mundo sombrio das fantasias e distopias. Está sempre ouvindo música, do indie ao pop e correndo para atualizar todas as suas séries de TV. Apaixonada e viciada no tumblr, é lá que se inspira e se informa sobre seus fandons. Sua marca registrada é seu cabelo, sempre colorido em tons de azul, verde e roxo.

Miss Nick

Nascida em Salvador, adoradora de livros, séries e animes, Miss Nick vive imersa num mundo de fantasia gótica onde as coisas mais bonitas também possuem um lado sombrio.




RESENHA



Vou tentar, sem spoiller, dar um resuminho do que lhe aguarda ao abrir as páginas de Grim Reaper...

Amy é uma jovem aparentemente normal que está passando as suas férias em Oakland com sua mãe, pois, na verdade, ela mora com seu pai em São Francisco. Ao chegar o fim de sua pequena estádia, ela tem que pegar uma balsa para voltar. Sua mãe pede que ela fique, mas ela não vê sua vida longe de seus amigos, de sua escola e do seu pai, então, ela embarca na balsa e o que era pra ser uma viagem tranquila termina em um caos: o tempo muda misteriosamente e o barco simplesmente naufraga...Ela ouve vozes, parece que alguém está tirando-a daquele pesadelo. Depois tudo fica branco e ela acorda em um hospital em são Francisco. Ela é a única sobrevivente e não sofreu nada, nem ao menos um arranhão. Seria apenas o acaso? O que seriam as vozes que ela ouviu antes de “ser salva”? Seus pais dizem que ela não foi salva e sim foi achada em uma praia, mas como? Ela tem certeza...


A partir daí as coisas em torno de Amy começam a ficar verdadeiramente estranhas. Ela passa a ter alguns sonhos e se sentir perseguida. Um vulto de capa preta com uma foice a persegue. Seria uma alucinação ou ela está em um pesadelo real onde a morte está a sua espreita para lhe cobrar o devido destino?

Um dia na escola ela conhece um novo aluno que vai balançar seu coração, seus sentidos e dividir a sua razão. Ele é James, um rapaz sombrio que anda totalmente de preto e afugenta tud a sua volta com sua aparência de bad boy. Amy tem seus dois melhores amigos que ficam sempre ao seu lado, mas até eles acham estranho o novo aluno.  Amy ignora veemente os alertas e acaba se aproximando mais e mais do rapaz. Junto com Jam (apelido de James) ela acaba conhecendo Auguste e Tara.

Tudo mudou e Amy se sente diferente, e agora com esses estranhos nada parece estar no lugar certo, parecendo que o real e o imaginário, o possível e o impossível estão colidindo. Será insanidade? Seria algo causado pelo trauma de quase morte, ou realmente algo nefasto e misterioso está perseguindo Amy?
Bem e mal. Certo e errado. Morte e vida...

Amy recebeu uma benção e uma maldição. Uma missão que será tão difícil quanto a própria morte. Deixar-se guiar pelo coração nunca pareceu tão difícil e isso ela só aprenderá na prática. O que são Ceifadores e o que eles querem com Amy?
Parei, né? Não vou estragar o prazer de vocês descobrirem tudo com a leitura integral da obra.


Minha Opinião

Não li esse e-book muito rápido por dois motivos: estava cansada, aliás, ando muito cansada ultimamente, e por ser um livro bem adolescente, demorei a me conectar com os personagens. Não que seja uma leitura ruim ou desagradável, pelo contrário, não me entendam mal. É que eu sou quase uma trintona e esse livro tem um público alvo um pouco mais jovem, mas depois da metade do livro, consegui me conectar e simpatizar com os personagens e a crer mais na história.

O Livro reúne muitos ingredientes de sucesso que já foram utilizados nas fantasias YA, como Não Pare, Crepúsculo ou Abandono: dois universos que se misturam, um amor improvável, muita adrenalina, perseguições e uma pitada de suspense. Isso é ruim? Claro que não! Gostei como as autoras misturaram os ingredientes e criaram um mundo totalmente à parte de todos esses (não é de vampiros, ok?). O livro fala sobre ceifadores e seu mundo, criado pelas autoras, suas missões e o papel deles na morte. Parei de novo pra não spoillear vocês.. hahahaah...


Não foi nenhum mistério identificar o “vilão”, até porque as autoras deixaram tudo claro na metade do livro, mas como a mocinha lidou com tudo isso foi bem legal. Só me irritou um pouco a ingenuidade exagerada de Jam, mas...  Outro ingrediente que tenho visto muito nas obras nacionais e que vêm tirando um pouco minha paciência é o excesso de corar: “ela corou quando ele a olhou; ela corou quando ele sorriu; ela corou quando ele pulou”. Ela corou ela corou...  Autor lindo pode parecer fofo, mas o excesso disso irrita. Corem menos as heroínas, pois isso dá um aspecto meio indefeso e fútil, e, pelo contrário, elas são bem fortes e cheias de personalidade (isso é só um toque pessoal).

A obra no todo é muito boa, mas me deixou um pouco tensa com o final. Sem final :X tem continuação e eu não sabia minha gente! Agora eu quero saber o que aconteceu e... vou ter que esperar para ler... (sou ansiosa por isso não leio muitas séries)
Parabéns para as autoras e para a Young. Não encontrei muitos erros de revisão. Pelo e-book deu pra perceber que a diagramação está caprichada. A capa tem tudo a ver com o contexto da história. Agora só me resta esperar pela continuação que, com certeza, estou louca para ler e saber o que houve com Amy e James.
Será que Amy vai seguir seu coração ou fazer o que é certo?

Só lendo o próximo livro para saber.


Está curiosa/o?? Então fique com o Booktrailer do Livro




Contato Editorial Young:
Facebook - Twitter - Instagram - Youtube - Site

Gostou da resenha? Não esqueça de deixar sua opinião comentando a postagem.Vocês são a motivação para o nosso esforço diário em aprimorar e deixar mais atrativa as nossas postagens!

Giuliana


Está rolando um sorteio bem legal!!
Venham Participar!!
2 kits do lançamento "Pérolas de minha surdez" da autora Nuccia De Cicco , como os da imagem!
Clique AQUI que será redirecionado para o post do sorteio.
E Boa Sorte!!!

9 comentários:

  1. Eu ainda não conhecia o livro mas fiquei interessada nele, bastou falar Não Pare e me prendeu!!! sou louca pela trilogia Não Pare =D enfim, voltando ao livro. Achei a trama bem elaborada e até que eu gosto bastante desse lado mais juvenil, às vezes são boas pedidas livros assim

    ResponderExcluir
  2. Não tenho problemas para me conectar com livros juvenis ou até mesmo infantis, muito pelo contrário, normalmente já me sinto imediatamente voltando no tempo... rs... que bom que mesmo que tenha demorado a conexão acabou acontecendo para você. Só não curto quando não sei que tem continuação e descubro só quando leio, entendo que isso tenha te deixado tensa. Pelo menos agora já sei, e apesar de adorar tramas com universos que se misturam vou esperar até o lançamento do próximo livro para ler.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Simeia Silva11/04/2016 13:33

    Olá, tudo bem? Pelo nome do livro e pelo nome das autoras, se você não tivesse citado que a resenha era nacional e se não tivesse colocado a bio das duas autoras no texto, nunca saberia se tratar de um livro e autoras nacionais. Bom, até curti um pouco o começo da história, mas depois que você citou que o vilão fi descoberto no meio do livro e que a menina é bobinha demais e o excesso da mesma palavra, fiquei muito desanimada, uma das coisas que me desanima em um livro são finais previsíveis, gosto de levar um tiro ao chegar no final de livros assim,hahaha.O fato de ser e-book me desanimou também, a miopia alta não me permite ler livros nesse formato.Enfim, desejo muito sucesso as autoras,mas no momento irei passar a dica.Parabéns pela sinceridade na resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Parace ser um bom Young Adult, pelo que você falou. Assim como você, eu já estou na casa dos 30 e acaba que não faz mais o meu gênero, mas acho legal que a resenha seja apresentafa pois jovens também leem!

    ResponderExcluir
  5. Oi Giu!
    Sabe que eu tenho os mesmos problemas quando leio livros para adolescentes, demoro a me conectar pq já passei dessa fase já tem um tempinho, kkkkk. Mas é bom poder recordar das sensações daquela época, por isso continuo lendo, mesmo sabendo das dificuldades iniciais e com certeza quero ler Grim Reaper.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Oi Giu! Confesso que as vezes da uma preguiça de ler histórias mais voltadas para o público adolescente haha. Sou uma quase trintona tbm rs. Mas, algumas, na maioria das vezes, me agrada muito. Achei interessante, mas essa coisa de ceifadores me lembra muito o Não Pare, que não li, mas sei que tem. E fez muito sucesso por aqui ne. Contudo, pretendo dar uma olhada nessa história sim rs. Beijos da Sa!

    ResponderExcluir
  8. Uhull vamos lá.
    Resenha muito bem construída Giu, parabéns. Sobre o livro ele não é o meu gênero de leitura favorita, principalmente por ser dirigido aí público mais jovem e adolescente (já passei dessa fase hehe). Hoje em dia dificilmente um livro com bad Boys, romances e de tema escolar são do meu agrado.
    Porém reconheço um potencial nessa obra dirigido ao público alvo e desejo muito sucesso para a autora e o livro. Se a Giu ficou com vontade de quero mais (pela continuidade da série) é porque o livro é bom.

    Amanda Bonatti

    ResponderExcluir
  9. Oi Giu!

    Resenha fantástica, como sempre. Essa questão da linguagem jovial de mais, as vezes atrapalha em alguns casos. Ainda não li esse livro, mas em "O Rei Cigano", que é da mesma editora, eu fiquei um pouco frustrada com os diálogos despojados demais, devido a premissa do livro. Isso não me desanimou, mas também não fiquei festejando. Tenho que concordar com você na questão do corar. PQP, não aguento mais ler isso! Em praticamente todos os livros as mocinhas coram, e essa repetição se torna cansativa. em breve vou fazer a leitura dessa história, aí a gente pode trocar figurinha. rsrsrs

    Beijos enormes e estalados!

    ResponderExcluir


Algumas regrinhas:

. Terminantemente proibido qualquer manifestação preconceituosa, racista, homofóbica e etc.. Respeito em primeiro lugar sempre.
. É claro que se você me seguir, eu vou lhe seguir, só dizer que seguiu no comentário e colocar seu link (não só segui me segue de volta, ok?)

Obrigada por comentar... a sua presença é muito importante para nós.

Volte sempre ^^

Clubenetes.